Home / Conceitos Segurança Privada / Triângulo do Crime aplicado a Segurança – Teoria do Crime

Triângulo do Crime aplicado a Segurança – Teoria do Crime

Triângulo do Crime aplicado a Segurança - Teoria do Crime
Figura 1 – Triângulo do Crime

O que é Triângulo do Crime?

A Teoria do Triângulo do Crime faz parte de um conjunto de teorias que direcionam e embasam o desenvolvimento e implementação das medidas de segurança praticadas pela segurança pública e  segurança privada.

Teoria pode ser considerada um conjunto de princípios e fundamentos que ilusida um conjunto de ideias.

A teoria visa transmitir uma noção geral de alguns aspectos e ideias relacionados a um tema ou fato.

A teoria é também uma hipótese, uma conjectura, uma opinião formada diante de um fato ou assunto. 

É formada por observações, ideias, princípios e consenso, constituindo no seu todo um conjunto que tenta explicar determinados fenômenos.

A teoria pode ser compreendida como forma de pensar e entender algum fenômeno a partir da observação e estudo.

A Teoria do Triângulo do Crime pode ser compreendida como forma de pensar e entender os motivos das ações criminosas a partir de observações e estudos dos crimes já  ocorridos.

Princípios da Teoria do Triângulo do Crime

A Teoria do Triângulo do Crime tem sua origem em uma das principais teorias da criminologia:

Teoria da Atividade Rotineira

Essa teoria, formulada por Lawrence Cohen e Marcus Felson, afirma que um crime ocorre quando um provável criminoso e uma vítima em potencial se convergem no mesmo tempo e lugar, sem a presença de um guardião capacitado.

Entende se como guardião capacitado as medidas de prevenções praticadas ou existentes num determinado local.

Triângulo do crime

O triangulo do crime pressupõe que para haver a ocorrência de um ato criminoso são necessários três elementos completares:

O Indivíduo motivado, a técnica e a oportunidade, que devem estar presentes no mesmo local e espaço de tempo.

Elementos  do triângulo do crime

Indivíduo motivado

Á a existência de um indivíduo com desejo ou necessidade de praticar uma ação criminosa.

A motivação é ativada pela necessidade de exercer uma ação ou pelo desejo de se obter um objeto ou bem.

O fator gerador da motivação pode ser o conhecimento da existência de um bem e uma condição de ação favorável.

O conhecimento da existência de um bem geralmente ocorre pela sua exposição pública.

A condição de ação favorável é aquela que evidencia grande possibilidade de exito na intenção de um ato criminoso. 

A Técnica

 É o conhecimento e habilidade necessária para ter acesso ao bem e poder exercer a ação necessária para obter se o resultado esperado para conclusão do ato criminoso, tendo em vista os obstáculos existentes.

O indivíduo antes da execução da pratica criminosa, analisa quais barreiras existem entre ele e o bem desejado e se possui conhecimento e/ou habilidades mínimas para superá-las.

A Oportunidade

É a circunstancia ou situação favorável e ideal para pratica da técnica necessária para consumação do ato criminoso e consequentemente a obtenção do bem desejado.

 

Triângulo do Crime aplicado a Segurança - Teoria do Crime
Figura 2 – Triângulo do crime

 

De acordo com a Teoria do Triângulo do Crime, o crime somente ocorre quanto os três elementos (motivação, técnica, oportunidade) se encontram no mesmo local e espaço temporal, ou seja, no mesmo momento.

A convergência dos três fatores é fundamental para a ocorrência da ação criminosa.

Exemplo de uma situação de vulnerabilidade de acordo com a Teoria do Triangulo do Crime.

“Um criminoso percebe uma senhora desacompanhada deslocando se a pé em uma rua movimenta com um colar aparentemente valioso no pescoço e falando ao celular”.

Fatores contribuinte para ação criminosa

Indivíduo motivado

 Existência na rua onde caminha a senhora, de um delinquente propenso a uma ação criminosa.

Técnica 

Arrancar o colar do pescoço de uma senhora não requer uma técnica muito apurada, requer apenas coragem e força necessária para quebrar o colar e condições físicas para deixar o local correndo.

Vamos considerar que o criminoso em questão possui essas qualidades.

 Oportunidade 

Uma senhora, desacompanhada e desatenta (usando celular) com um colar a mostra, pode ser considerada uma boa oportunidade.

Ao analisarmos a situação fictícia criada, tudo se encaixa para a ocorrência do crime, os três fatores ocorrem no mesmo local e tempo, fechando o triangulo do crime e criando a situação ideal para a ocorrência do evento criminoso.

Pensando em segurança preventiva, o que poderia ser feito para evitar essa ocorrência?

Onde podemos interferir para quebrar esse triângulo e assim neutralizar sua ação?

Medidas de segurança preventiva

 Em relação ao Individuo motivado

As ações preventivas sobre a motivação do criminoso, recai em grande parte sobre os estado, na adoção de politicas sociais e de segurança publica que reduzam a existência de indivíduos com motivação para o crime, e da correta e isenta aplicação de medidas socioeducativas e carcerárias quando se fizerem necessárias.

A ação sobre o criminoso potencial é obrigação do Estado através de Políticas de Segurança Públicas adequadas.

Em relação a Técnica

As ações preventivas referente a técnica, podem ser a adoção de medidas de segurança mais complexas e elaboradas de forma a dificultar o acesso do criminoso ao bem desejado, exigindo um grau de  conhecimento e habilidade mais relevante para pratica da ação criminosa.

Quanto maior for o grau de dificuldade para a execução da ação criminosa, menor será a chance dela ocorrer.

As medidas preventivas de segurança devem buscar agir como fator dissuasivo as ações criminosas.

Oportunidade

Visando a redução da oportunidade, como medidas preventivas de segurança, podemos citar:

  • aumento da vigilância e segurança sobre o bem;
  • adoção de comportamentos tidos como seguros e preventivos: estar sempre atento, não ostentar bens  e objetos de valor em locais impróprios, não andar pé ou só em locais de risco e evitar a rotina;

Evitar exposições desnecessárias e evitáveis a condições de riscos contribui significativamente para redução da oportunidade.

As medidas preventivas de segurança devem buscar reduzir ao máximo as possibilidades de exito da ação criminosa.

O que você sugere para evitar a ocorrência do crime citado no exemplo? Pense a respeito!

Conclusão

A Teoria do Triângulo do Crime  evidencia que é possível evitar uma ação criminosa atuando em um ou mais fatores que contribuem para a existência do crime.

Seja atuando sobre o criminoso, agindo sobre sua motivação e técnica, ou sobre a oportunidade pre-existente para ação criminosa, através da adoção de medidas preventivas de segurança.

Quando a segurança tem que agir para conter uma ação criminosa, ela já falhou por não ter sido capas de evitar seu inicio.

O planejamento da segurança deve considerar os princípios da Teoria do Triângulo do Crime.

 

Contribua com o artigo deixando seu comentário logo abaixo, ele é muito importante para o “Nosso Blog”!

Curta e compartilhe as publicações com seus colegas pelas redes sociais, assim estará colaborando para o fortalecimento e reconhecimento da importância da área de segurança.

Navegue em “Nosso Blog” e descubra outros artigos interessantes e úteis para o seu aprimoramento.

Obrigado pela visita e sucesso na sua carreira profissional!

José Sérgio Marcondes – Autor Artigo

Sobre José Sérgio Marcondes

Especialista em Segurança Privada – CES
Consultor em Segurança Privada

12 Comentários

  1. Boa tarde!
    Ótimo os materiais disponibilizados.
    Tenho certeza que já estão somando demais na minha carreira profissional.

  2. José Sérgio Marcondes

    Boa tarde Angelo!
    Obrigado pelo comentário, fico feliz em saber que estão sendo muito úteis para o seu crescimento profissional.

    Forte abraço e sucesso na carreira.

  3. Milton Nunes de Souza

    Gostei! Obrigado pela oportunidade de evoluirmos o conhecimento, o triângulo do crime é de grande aproveitamento no nosso setor para aplicação de preleção e etc.

    Obrigado sr José S Marcondes

  4. Roney Vasconcelos Teixeira

    LENDO SOBRE O TRIÃNGULO DO CRIME, PERCEBE-SE QUE ELE ESTÁ PRESENTE NO NOSSO COTIDIANO, O FATOR SURPRESA É A PERCEPÇÃO EM EVITA-LO.

  5. Muito boa a explicaçao sobre o triangulo do crime, eu ja havia visto outras explicaçoes sobre o tema, mas a sua explicaçao esta muito superior …parabens!

  6. Discernimento apurado para o tema ( triangulo do crime) nao so este tema, mas como todos os outros que tive acesso.

  7. Rodrigo Azevedo Gomes

    Muito bom!Para nós Vigilantes um blog excelente,sempre atualizado.Forte abraço!

Deixe um comentário...

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.