Home / Atividades Segurança Privada / Segurança Patrimonial: Conceitos, Definições, O que faz? O que é?

Segurança Patrimonial: Conceitos, Definições, O que faz? O que é?

Segurança Patrimonial: Conceitos, DefiniçõesO que é Segurança Patrimonial? 

Segurança Patrimonial é um conjunto de medidas e práticas de segurança privada, capazes de gerar um estado no qual, o patrimônio de uma organização esteja livre de danos, interferências e perturbações, com a finalidade de garantir a incolumidade física das pessoas e a integridade do patrimônio.

Considera-se patrimônio os bens, o poderio econômico, a universalidade de direitos, que tenham expressão econômica para seu proprietário.

Os danos geralmente estão relacionados a perdas materiais, como furtos, roubos, acidentes, incêndios e outras ocorrências capazes de causar prejuízo material à empresa.

As interferências, regra geral, estão relacionadas a atos de espionagem, sabotagem, furto de informações e concorrência desleal, ou seja, atos capazes de interferir nos negócios da empresa, causando-lhe prejuízos financeiros.

As perturbações estão sempre relacionadas com aquelas situações que alteram, ameaçam ou interrompem as atividades normais da empresa, geralmente com prejuízos financeiros, como:

  • greves;
  • paralisações;
  • alcoolismo e drogas no ambiente de trabalho, entre outros eventos.

A termologia Segurança Patrimonial, também é muito empregada dentro das organizações empresariais para designar o nome do departamento responsável pelas atividades de vigilância patrimonial.

Em geral, o departamento responsável pela segurança patrimonial de uma empresa recebe um dos seguintes nomes:

  • Departamento de Segurança Patrimonial;
  • Departamento de Vigilância Patrimonial ou;
  • Departamento de Proteção ao Patrimonial.

As atividades de segurança patrimonial são consideradas atividades de segurança privada e seguem legislação específica.

As atividades de Segurança Patrimonial no território brasileiro são regulamentadas pela  PORTARIA Nº 3.233/2012-DG/DPF, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2012

Segurança Patrimonial x Segurança Empresarial

Muitos gestores de segurança não gostam de utilizar o termo Segurança Patrimonial, por considerar que esta terminologia não valoriza muito o setor de segurança dentro da empresa e preferem utilizar a terminologia Segurança Empresarial.

Penso que, devemos tomar um certo cuidado no uso desse termo, para não gerar erros de interpretação e de atribuições.

Ao meu ver, Segurança Empresarial é um termo muito amplo e complexo, pois ela envolve não só a segurança patrimonial más também a:

Motivo pelo qual, acredito que a utilização de termo segurança patrimonial seja o mais adequada, por  ser o que melhor representa o setor responsável pela vilância patrimonial da empresa

Objetivos da Segurança Patrimonial

A segurança patrimonial visa proteger  todos os interesses da organização no que se refere aos recursos financeiros existentes, a seu patrimônio físico (representado por instalações, equipamentos, materiais, informações etc) e também seu patrimonial intelectual (representado pelos recursos humanos e informações sensíveis).

A segurança patrimonial tem como objetivo principal prevenir e reduzir perdas patrimoniais em uma determinada organização.

Importância da Segurança Patrimonial

Já no ano de 1916, Henri Fayol, considerado um dos pais da moderna administração, em razão de ter sido o fundador da Escola Clássica da Administração, já alertava o meio empresarial para a necessidade de se manter sistemas eficientes de segurança nas empresas.

Uma das grandes dificuldades enfrentadas pelos gestores de segurança de todo o mundo é convencer o empresário ou dirigente de uma organização sobre a importância da segurança e a necessidade de investimentos de forma preventiva.

A segurança patrimonial deve ser considerada estratégica, já que as perdas patrimoniais podem prejudicar ou impedir as atividades das organizações.

A segurança patrimonial visa controlar riscos ao patrimônio da organização e à integridade física das pessoas.

Organização da Segurança Patrimonial

A organização da segurança patrimonial esta diretamente relacionada a cultura organizacional de cada estabelecimento.

Alguns organizações optam por montar seu próprio departamento de segurança, contratando diretamente os profissionais que irão executar as atividades  de segurança.

Esse modelo é chamado de segurança orgânica, onde os agentes da segurança são empregados da própria empresa.

Segurança Orgânica: Pessoa jurídica de direito privado autorizada a constituir um setor próprio de vigilância patrimonial

Outras organizações optam por contratar uma empresa especializada em segurança privada.

Empresas especializadas em segurança são organizações privadas  autorizadas a explorarem o mercado de segurança privada como prestadoras de serviço de segurança.

Nesse caso,  a mão-de-obra empregada na segurança  é contratada pela empresa prestadora de serviço.

Tanto a segurança orgânica como as empresas especializadas são regulamentadas e controladas pela Policia Federal.

Independentemente do modelo escolhido deverá ser observado os requisitos legais para o funcionamento,

Na maioria das empresas, a segurança patrimonial é estruturada a nível supervisão ou gerencial e subordinada ao departamento de recursos humanos da organização.

Em menor número, algumas empresas tem uma diretoria de segurança, que responde pelas atividades de segurança patrimonial na organização.

Atividades da Segurança Patrimonial

Assim como a organização, as atividades da segurança, estão diretamente relacionadas as necessidades de segurança e a cultura da organizacional do estabelecimento.

Podemos resumir as atividades da segurança patrimonial em:

  • Vigilância patrimonial;
  • Segurança física;
  • Segurança eletrônica;
  • Serviço de Inteligencia.

Vigilância Patrimonial

A vigilância patrimonial se caracteriza pelo emprego de vigilantes armados ou desarmados, de forma sistemática, preventiva e permanente para proteger a incolumidade física das pessoas e a integridade do patrimônio de uma organização.

Segurança Física

Segurança Física  é definida como sendo, as medidas de segurança patrimonial adotadas, explorando se os meios físicos,  utilizando-os como barreiras físicas de proteção a um perímetro de segurança previamente delimitado, a fim de controlar e administrar o acesso.

Exemplos: Cercas de alambrados, portões, portaria etc.

Segurança Eletrônica

Segurança Eletrônica é conceituada como sendo, o emprego de equipamentos eletrônicos, de forma integrada e sistematizada, com o objetivo de garantir a segurança e a integridade das pessoas e bens materiais.

Exemplos: sistemas de alarmes, CFTV, controles de acessos eletrônicos.

Serviço de Inteligência

O Serviço de Inteligencia tem por objetivo a execução de atividades de inteligência e contra-inteligência de interesse da segurança da organização, com a finalidade de fornecer subsídios que auxiliem o planejamento e a execução das atividades.

Inteligência

Atividades voltadas para obtenção de dados, informações e produção do conhecimento de interesse da segurança da organização.

Contra-Inteligência

Tem como objetivo detectar e neutralizar a Inteligência adversa contra a organização e seus bens de forma a salvaguardá-los.

Riscos Relacionados a Segurança Patrimonial

De uma forma geral, podemos dizer que uma organização está exposta, entre outros, aos seguintes riscos:

a) Incêndios;

b) Furtos;

c) Assaltos/roubos;

d) Atos de espionagem;

e) Penetração não autorizada em sistemas informatizados;

f) Atos de terrorismo;

g) Sabotagem e Chantagem;

h) Sequestros e etc.

Planejamento da Segurança Patrimonial

Planejamento da Segurança  é um processo que consiste em um conjunto de ações intencionais, integradas, coordenadas e orientadas para tornar realidade as necessidades de segurança de uma organização.

O planejamento organizacional tem o objetivo de  possibilitar a tomada de decisões antecipadamente e dar suporte as ações e atividades durante o processo de execução.

.O planejamento determina antecipadamente o que se deve fazer, como se deve fazer e quais objetivos devem ser alcançados.

A responsabilidade pelo elaboração, implantação e monitoramento dos planos tático e operacional é do gestor da segurança.

Gestão da Segurança Patrimonial

A Gestão da Segurança Patrimonial pode ser definida como os processos administrativos praticados para a legalização e execução das atividades da segurança patrimonial.

A gestão da segurança baseia no estabelecimento de objetivos e metas de pequeno, médio e longo prazo.

A gestão da segurança normalmente é realizada por um gestor de segurança nível supervisão ou gerencial.

Na empresa que não tem um gestor de segurança específico para essa função, a gestão da segurança patrimonial é delegada ao gestor de recursos humanos da organização.

 

Contribua com o artigo deixando seu comentário logo abaixo, ele é muito importante para o “Nosso Blog”!

Curta e compartilhe as publicações com seus colegas pelas redes sociais.

Navegue em “Nosso Blog” e descubra outros artigos interessantes e úteis para o seu aprimoramento.

Obrigado pela visita e sucesso na sua carreira profissional!

José Sérgio Marcondes – Autor Artigo

Sobre José Sérgio Marcondes

Especialista em Segurança Privada – CES
Consultor em Segurança Privada

12 Comentários

  1. Muito interessante a materia sobre segurança patrimonial , parabéns !!!

  2. JOSE MAURICIO BARROSO

    Gostei muito da matéria pois ela nos dá uma visão mais ampla do que é Segurança patrimonial.

  3. Excelente, parabéns!

  4. Parabéns pelo trabalho. Com sua permissão utilizarei para instrução.

  5. Parabéns pelo artigo é de grande relevância para os profissionais de segurança privada, bem como, ajuda ao leigo ter uma visão mais clara sobre o assunto.

Deixe um comentário...

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.