Home / Conceitos Segurança Privada / Segurança Eletrônica: Conceitos, Finalidades e Tecnologias

Segurança Eletrônica: Conceitos, Finalidades e Tecnologias

Segurança Eletrônica: Conceito, Finalidades e TecnologiasA Segurança Eletrônica pode ser conceituada como o emprego de equipamentos eletrônicos, de forma integrada e sistematizada com o objetivo de garantir a segurança e a integridade das pessoas e bens materiais.

Para  cumprir com a sua finalidade a segurança eletrônica faz uso de diversos sistemas de vigilância eletrônica e das melhores tecnologias disponíveis.

Na atualidade a segurança eletrônica é um recurso indispensável nas atividades da segurança privada.

O emprego da segurança eletrônica nas atividades da segurança física, deve ser objeto de um planejamento adequado.

Esse planejamento deve ser conduzido por uma equipe multidisciplinar, composta por especialistas nas atividades da segurança privada e por técnicos especializados nos sistemas eletrônicos de segurança.

A integração do conhecimento e experiencia de cada um desses especialistas,  possibilitará a escolha e implementação do sistema eletrônico de segurança mais adequada as necessidades da organização.

A instalação e manutenção dos sistema de segurança eletrônica devem ser  feitos por equipe técnica credenciada e capacitada.

Objetivos da segurança eletrônica

São três os objetivos principais da segurança eletrônica:

1 – Inibir

O sistema eletrônico de segurança instalado funciona como um meio dissuasivo, desestimulando a ação criminosa.

Ao perceber a existência do sistema de segurança, o agressor, faz uma avaliação da possibilidade de sucesso ou não da sua intensão.

Um dos principais fatores motivadores a invasão é o anonimato e a possibilidade de entrar e sair sem ser percebido.

Um bom sistema de segurança eletrônico, pode neutralizar esses dois fatores e desmotivar a intenção criminosa.

2 – Detectar

Por meio de sensores de presença e controle de acesso, o sistema de segurança eletrônica poderá detectar a presença de pessoas não autorizadas numa área ou local pré-definido.

A capacidade do sistema eletrônico de segurança detectar as presenças não autorizadas o torna uma ferramenta muito útil para segurança física de instalações.

Os sistema da segurança eletrônica são capazes de fazer vigilância eletrônica de uma área ou local e de alertar sobre acessos não autorizados.

3 – Comunicar

É avisar a ocorrência de um evento, de forma local, por meio de sistemas audiovisuais ou de forma remota.

As tecnologias existentes na atualidade, permite a comunicação por diversos meios: internet, sistema rádio e sinal de celular.

Tecnologias utilizadas pela segurança eletrônica

Para atingir seus objetivos a segurança eletrônica faz uso basicamente de três grupos de tecnologias.

Controle de acesso Físico

No Controle de Acesso Físico, é feito uso tecnologias desenvolvidas e implementadas com o objetivo de administrar o acesso (entrada e saída) de pessoas e materiais a uma área ou local controlado.

Seu objetivo é: identificar, consultar, autorizar ou bloquear o acesso não permitido  e registrar os acessos permitidos.

Sistema de alarmes

Sistemas de alarme, é o conjunto de equipamentos destinados à detecção de anormalidades em um ambiente.

Pode ser empregado para detecção de presença de pessoas, animais e para detecção de princípios  de incêndios, por exemplo.

Objetivo do sistema de alarmes é o de detectar uma anormalidade e avisar por sinais sonoros ou visuais.

Circuito Fechado de Televisão (CFTV)

CFTV é o conjunto de equipamentos destinados a captar imagens de determinado ambiente, permitindo sua visualização, gravação ou transmissão.

O CFTV permite a vigilância eletrônica remotamente de várias ambientes, e por meio de software de gestão de imagem,  também é capaz de detectar anormalidades pré-definidas e emitir sinais de alarme.

Central de Monitoramento

A Central de Monitoramento é o local especialmente projetado para recepção de sinais oriundos dos sistemas de controle de acesso, alarme e CFTV instalados remotamente.

O objetivo da central de monitoramento é executar os serviços de monitoramento, controle  e gestão das informais e sinais gerados e enviados.

Usuárias da Segurança Eletrônica

A segurança eletrônica esta presente nos mais diversos locais, dentro os quais podemos mencionar:

  • Empresas públicas e privadas;
  • Órgão Públicos (escolas, hospitais, prefeituras e  etc);
  • Forças Armadas , Delegacias e Quarteis da P.M.;
  • Lojas, shopping, supermercados;
  • Praças, ruas, avenidas e rodovias;
  • etc.

Conclusão

Acompanhando a tecnologia, a segurança eletrônica evolui com muita rapidez e constância, levando ao surgimento de tecnologias cada vez mais modernas e eficazes.

O emprego da segurança eletrônica nas atividades da segurança privada é um caminho sem retorno.

E a tendência é de que esse uso aumente ainda mais com o passar  do tempo.

Motivo pelo qual, os profissionais da segurança privada devem cada vez mais buscar inteirar se deste recurso.

Uma segurança eficiente passa pela integração entre os recursos humanos e os recursos da segurança eletrônica.

 

Contribua com o artigo deixando seu comentário logo abaixo, ele é muito importante para o “Nosso Blog”!

Curta e compartilhe as publicações com seus colegas pelas redes sociais, assim estará colaborando para o fortalecimento e reconhecimento da importância da área de segurança.

Navegue em “Nosso Blog” e descubra outros artigos interessantes e úteis para o seu aprimoramento.

Obrigado pela visita e sucesso na sua carreira profissional!

José Sérgio Marcondes – Autor Artigo

 

Sobre José Sérgio Marcondes

Especialista em Segurança Privada – CES
Consultor em Segurança Privada

Deixe um comentário...

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.