Prevenção de Perdas: Conceito, O que é? O que faz? Definições.

Prevenção de Perdas: Conceito, O que é? O que faz? Definições.A Prevenção de Perdas é uma técnica de gestão organizacional que envolve vários processos e ferramentas, com objetivo de prevenir, combater e eliminar perdas potenciais, é uma ferramenta de proteção do patrimônio da organização, umas vez que age diretamente no combate ao desperdício, às fraudes e furtos.

A prevenção de perdas refere se ao combate ao desperdício de recursos, com introdução de práticas preventivas e corretivas para que as perdas identificadas e não identificadas sejam reduzidas.

A prevenção de perdas envolve a adoção de práticas preventivas de controle não somente no nível operacional, mas também, no nível tático e nível estratégico.

O que é prevenção de perdas?

Em termos resumidos, ela é uma combinação estratégica de várias práticas para evitar gastos desnecessários e desperdícios em uma organização.

A  prevenção de perdas contribui para a conscientização da empresa de que o resultado depende de todos e, deve ser agregada a tecnologia, processos, informações e medidores de desempenho destes itens.

Prevenção de Perdas é o conjunto de atividades responsável pelo gerenciamento e monitoramento das atividades da empresa geradoras das perdas físicas, financeiras, humanas e de imagem.

Objetivos da Prevenção de Perdas

  • Prevenir, combater e eliminar perdas potenciais;
  • Prevenir e combater desperdício, fraudes e furtos;
  • Reduzi e eliminar gastos desnecessários;
  • Aumentar e potencializar margem de lucros.

O que são Perdas?

Prevenção é uma ação ou resultado de prevenir(-se), é um conjunto de medidas ou preparação antecipada de (algo) que visa prevenir (um mal).

Perda é o ato ou efeito de perder, fato de deixar de possuir ou de ter algo.

Podemos afirmar que perda, é tudo aquilo que a empresa perde, de forma direta ou indireta e que venha a reduzir o lucro da organização.

A perda é como um vazamento que drena recursos da organização. Se nenhuma ação for tomada, a cada ação da organização, uma parte dos recursos e resultados obtidos são escoados para fora da empresa.

A perda existente representa uma oportunidade real de ganho para a organização. Para isso, é preciso saber o que, quanto e como está sendo perdido.

É fundamental identificar onde está sendo perdido. É essencial ter as informações organizadas e disponíveis para definir uma estratégia de ação.

As perdas de uma organização podem ser classificadas em perda desconhecida (o próprio nome já diz: se desconhece a causa) e quebra operacional (todas as demais perdas que ocorrem nas empresas).

Perda Desconhecida

As perdas desconhecidas estão relacionadas a todos aqueles produtos que entram na organização ( que são devidamente registrados e computados no estoque) e que no momento da realização de um  inventário não são localizados por motivos desconhecidos.

São bens que foram comprados ou produzidos na organização e que desaparecem em determinado momento, sem que se saibam os motivos.

Geralmente, a perda desconhecida é percebida no momento da realização de balanços, através do inventário, onde constata-se que o produto teve a entrada no estoque, mas não é localizado.

Quebra Operacional

Quebra operacional envolve os bens e produtos que são identificadas como impróprias para o uso, consumo, e/ou comercialização, que apesar de estarem presentes no estoque, não possuem mais utilidade para organização por estarem avariadas, deterioradas ou com data de validade vencidas.

Essas quebras afetarão também a margem de lucro da empresa, pois serão descartadas. As quebras, por estarem identificadas e mensuradas, podem ser analisadas e desta forma descobrir as suas causas.

Algumas causas de perdas

  • Acidente e doenças ocupacionais;
  • Acidentes causados por clientes ou funcionários;
  • Ações trabalhista, cível, criminais;
  • Armazenamento de produto em local inadequado;
  • Desperdícios de água, luz, energia, suprimentos, telefonia etc.;
  • Desvios de insumos e produtos;
  • Duplicidade de pagamentos, multas, preços incorretos, contabilizações;
  • Erros administrativos e operacionais;
  • Erros de produção – superprodução, defeitos produtos, refugos, retrabalho e etc.;
  • Falha na contratação de funcionários, turnover, absenteísmo, excesso de jornada, clima organizacional;
  • Falhas na gestão de estoque;
  • Falhas nos processos de compras;
  • Falhas nos processos de vendas;
  • Falhas no recebimento/expedição de insumos e produtos;
  • Falta de controles internos;
  • Furto externo (praticado por pessoas estranhas ao quadro de empregados e prestadores de serviço);
  • Furto interno (praticado por empregados e/ou prestadores de serviço);
  • Fraude;
  • Inadimplência e golpes;
  • Manipulação incorreta de produtos;
  • Mau atendimento e insatisfação de clientes;
  • Multas;
  • Quebras e avarias;
  • Sinistros;
  • Roubos e assaltos;
  • Entre outras.

O que faz a prevenção de perdas?

A prevenção de perdas desenvolve e implementa processos e controles para se evitar perdas; e caso elas não possam ser evitadas, busca reduzir seus impactos negativos, ao menor nível possível, para os  negócios da organização.

As principais atividades da prevenção de perdas são:

  • Implementação de uma Política de Prevenção de Perdas na organização;
  • Identificação e avaliação das situações, atividades e processos com potencial de gerar perdas;
  • Identificação e avaliação de riscos de perdas;
  • Propor medidas de controle para os riscos de perdas identificados;
  • Criar e monitor indicadores de perdas;
  • Realizar treinamentos sobre prevenção de perda;
  • Realizar de auditorias preventivas.

Prevenção de perdas eficaz é aquela realizada periodicamente e programada, de forma sistêmica, e não de forma situacional, deve fazer parte da política de governança corporativa da instituição.

 


➡  Deixe seu comentário logo abaixo, de sua opinião e contribua com o artigo.

➡  Se gostou, curta e compartilhe as publicações com seus colegas pelas redes sociais.

As atitudes acima (comentar, curtir e compartilhar) nos ajudam a manter o Blog e a continuar as publicações de artigos de forma gratuita para todos.  😆

Forte abraço e sucesso na sua vida e carreira profissional!

José Sérgio Marcondes – Autor Artigo


Referencia Bibliográficas

Sebrae – Prevenção de Perdas no varejo. Disponível em: –www.bibliotecas.sebrae.com.br/chronus/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/6
ba30509d22d3c4deda82eedf426cfef/$File/5684.pdf. acesso 30 ago 2018

Manual essencial para estudantes de logística e aplicação em grandes redes de varejo. Autor Gilson Moura

Cadastre-se gratuitamente e receba notificações sobre novas publicações. Junte-se aos mais de 10.000 inscritos.

Site Seguro e 100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário...

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

12 Comentários

  1. Francisco António da Costa disse:

    Valiosissimo este artigo, espero por mais…

  2. Marideise disse:

    Olá! A respeito de Prevenção e Perdas. Acho super válida essa ação. Porém, percebo que fugimos do nosso campo operacional. E, com isso, agregamos outras funções como Fiscal de Prevenção e Perdas na qual não aumentam nosso salário. Só atribuições embutidas na segurança. Entrei com o fiscal e segui nessa nova lógica mas não adaptei ficar sentada atrás de um computador. Esse deveria ser em conjunto com a segurança mas ser atribuição do C.Qualidade, Cpd, e não cair tudo na conta do fiscal de loja. No meu ponto de vista seria desvio de função é sem reconhecimento por já ser embutido como atribuições do setor de segurança.

  3. Leandro Tadeu disse:

    Excelente artigo, Marcondes.
    Admiro seus artigos, onde me ajudam muito nas atividades de segurança patrimonial.

    Parabéns…

  4. Marcos Santos disse:

    Muito bom…o conhecimento sobre o nosso segmento fará a diferença sempre !!!

  5. Paulo César disse:

    Muito bom artigo, apesar de estar desempregado, eles me ajudam à continuar estudando, obrigado

  6. Francisco Amorim disse:

    Me formei em gestão de seguranca privada, parabéns Jose Sérgio pelo artigo, são profissionais como você, que nos faz sentir gosto de ser desta área, que e tão importante para o nosso país. Um forte abraço. Francisco Amorim.

    • José Sérgio Marcondes disse:

      Olá Francisco!
      Parabéns pela formação em gestão de segurança privada, bem vindo ao time.
      Obrigado pelo seu comentário.
      Forte abraço e sucesso na sua carreira.

  7. Gilberto disse:

    Bom texto, creio que cada responsável por esta atividade, produzirá seus processos para prevenir perdas, porém, creio que seria interessante no artigo, detalhar a partir de qual processo identifica-se a perda. Exemplo: para identificar a perda comparar o inventário de entrada com o check out (mais o menos nessa linha). Com tudo, o conteúdo compartilhado nesse blog sempre é relevante. Parabéns

    • José Sérgio Marcondes disse:

      Olá Gilberto!
      Muito obrigado pela sua contribuição, com certeza enriqueceu o conteúdo do artigo. Estaremos adequando a artigo de acordo com suas sugestões.