Home / Conceitos Segurança Física / Níveis de Segurança Física – Gestão de Segurança Privada

Níveis de Segurança Física – Gestão de Segurança Privada

Níveis de Segurança Física De Instalações

O que são Níveis de Segurança Física?

Podemos conceituar como Níveis de Segurança Física a classificação atribuída a segurança física de uma organização com base nos tipos, características e quantidades de medidas de segurança empregadas.

Os níveis de segurança física são definidos em ordem crescente, pelo grau de proteção necessário e recursos de segurança disponibilizados.

O Níveis de Segurança Física refletem a necessidade de segurança física de uma determinada organização.

É comum ao se pensar em segurança física de instalações, a abusca da proteção total.

A segurança total é uma meta normalmente perseguida dentro do meio militar,onde falhas podem custar vidas, ativo de valor imensurável (Ramos ,2006)

Porém, é importante ter ciência que segurança total ou nível máximo, em alguns casos podem ser consideradas inalcançáveis ou inviáveis.

Nas empresas, a segurança física precisa ser implementada com objetivo de contribuir para o atingimento dos objetivos estratégicos da organização.

O recursos gastos para se term uma boa segurança devem seguir as premissas básicas de  relação custo/benefício.

Cabe a organização, com base em seus objetivos, riscos identificados e recursos financeiros disponíveis, decidir se pelo nível de segurança a ser implantado.

Definição dos Níveis  de segurança Física

Chegar uma avaliação sensata e equilibrada do nível de segurança realmente necessário e cujo custo seja viável não é tão fácil.

A atribuição de  um nível de segurança a uma organização deve ser precedida de uma avaliação de riscos.

Inexistem padrões conhecidos, universalmente aceitos, para  auxiliar os gestores de segurança na classificação dos níveis de segurança.

Até o momento não há uma norma padrão que estabeleça os níveis de segurança física e seus respectivos requisitos para contextualização.

Atualmente a definição dos níveis de segurança segurança física se baseia em critérios subjetivos de acordo com a experiencias e conhecimentos dos profissionais  envolvidos  e normalmente  divide-se em:

  • Segurança Mínima
  • Segurança de Baixo Nível
  • Segurança Média
  • Segurança de Alto Nível
  • Segurança Máxima

Para auxiliar na contextualização dos itens acima, podemos adotar como referência um artigo de  R.J. Gicliotti, R.C.Jason e N.J. Cogan, publicado na revista  Security Management, proposto em marco de 1982, onde é proposto o modelo de níveis de segurança a seguir:

Definição dos Níveis de Segurança Física

1 – Nível de Segurança Mínima

Objetivo: Sistema projetado para impedir determinadas atividades externas não autorizadas.

Atividades Externas Não Autorizadas, são definidas como atividades originadas  fora da abrangência do sistema de segurança e pode  variar desde a simples intrusão até o ata que armado.

Nível de Segurança Mínima consiste em simles barreiras físicas, tais como:

  • Portas e janelas, equipados com fechaduras ou cadeados simples.

2 – Segurança de Baixo Nível

Objetivo: Sistema de segurança projetado para impedir e detectar atividades externas não autorizadas e alertar sobre a ocorrência de atividades internas não autorizadas.

Atividades Internas Não Autorizadas, são definidas como aquelas originadas dentro da abrangência do sistema de segurança.

Para elevar o Nível de Segurança Física de 1 para 2, as Medidas de Segurança Mínima já instaladas são acrescidas ou substituídas por dispositivos de segurança que possibilitem a detecção, está porém sem avaliação,isto é,inexistiria possibilidade de identificação e/ou localização exata do intruso.

Para atingir a Segurança de Baixo Nível, é necessário, cumulativamente.

a) Incorporar sistema de detecção contra intrusão, sinalizando alarme discreto em local onde, na maior parte do ciclo diário, permaneçam pessoas presentes.

b) Iluminar convencionalmente os pontos imediatamente a frente das portas de acesso externo e os periféricos mais acessíveis ou atraentes para intruso em potencial, todos comandáveis do interior da edificação.

c) Estabelecer barreiras físicas mais resistentes do que as convencionais:

  • Grades;
  • Farpados;
  • Portas com trancas;
  • Bloqueio de acesso a forros (sótão),etc.

d) Utilizar fechaduras de segurança mais sofisticadas, cilíndricos embutidos e visores nas portas de acesso externo.

3 – Nível de Segurança Média

Objetivo: sistema progetado para impedir, detectar e avaliar a maior parte das atividades externas não autorizadas e determinadas atividades internas não autorizadas.

Quando um sistema é elevado é elevado ao Nível de Segurança Média (Nível 3) , as medidas  de segurança nível 2 instaladas são acrescidas de dispositivos com possibilidade de detecção e avaliação.

Para atingir o Nível 3, é necessário, cumulativamente:

a) Incorporar sistemas de detecção contra intrusão, discriminando os pontos ou setores vigiados e sinalizando alarme a distância remotamente;

b – Estabelecer um perímetro além dos limites do  objeto ou imóvel a ser protegido e criar barreiras físicas difícil transposição, tais como:

  • Barreiras físicas com pelos menos, 2,5 m de altura, encimadas com linhas de arame farpado ou  laminas farpadas.

c – Utilizar vigilante desarmado, equipado com meios básicos de comunicação.

4 – Segurança de Alto Nível

Objetivo: Sistema projetado para impedir, detectar e avaliar o máximo possível de atividades internas e externas não autorizadas.

Para elevar o Nível 3 para o Alto Nível,  é necessário a adição das seguintes medidas cumulativas:

a) Circuito Fechado de TV – CFTV

b) Sistema  de alarme perimetral, monitorizado, sobre ou  próximo das barreiras físicas do nível 4;

c) Iluminação de segurança  em torno  de todo o estabelecimento;

d) Vigilantes armados, equipados com meios  de comunicação especiais tais  como:

  • linhas telefônicas privadas;
  • comunicação direta com a polícia;
  • etc.

e) Controles projetados para  restringir, somente ao  pessoal autorizado,o acesso ao  estabelecimento   e/ou circulação em seu interior.

f) Planos formais, preparados com o conheciemto e colaboração da policia para dela obter medidas reativas e assistência no caso de contingência específicas no local protegido;

g) Vários graus de coordenação com as autoridades policiais locais;

5 – Nível de Segurança Máxima

Objetivo: Sistema projetado para impedir. detectar, avaliar e neutralizar toda e qualquer atividade interna e externa não autorizada.

Um sistema de segurança máxima (Nível 5) é caracterizado pelas seguintes medidas, acrescidas aquelas preconizadas para os níveis inferiores:

a) Sistema sofisticado de detecção multipla, com suficiente redundância para impedir a burla ou neutralização do sistema;

b) Monitoramento remoto dos sistemas de de detecção e  alarme,  de um ou mais locais protegidos;

c) Fonte de energia de emergência , em local protegido contra agressões externas  e sabotagem interna; 

d) Força de reação armada, treinada e equipada, em condições de atuar 24 horas por dia.

A força de reação deverá ter capacidade  para neutralizar ou conter qualquer ameaça contra a instalação protegida, até a chegada  de força de apoio externo. 

Níveis de Segurança Física De Instalações

Conclusão

Para se elevar um sistema de segurança ao nível mais alto, todos os critérios para este nível devem ser satisfeitos.

Os padões propostos representam parametros básicos para orientar a troca  de  opiniões  e idéias no processo de planejmaneto do nível de segurança física desejado.

O planejamento da segurança física deve buscar a definição de um nível de segurança cujo o custo e eficácia seja,compatíveis com as verbas orçamentárias disponíveis e os valores dos bens a proteger.

 

Contribua com o artigo deixando seu comentário logo abaixo, ele é muito importante para o “Nosso Blog”!

Curta e compartilhe as publicações com seus colegas pelas redes sociais, assim estará colaborando para o fortalecimento e reconhecimento da importância da área de segurança.

Navegue em “Nosso Blog” e descubra outros artigos interessantes e úteis para o seu aprimoramento.

Obrigado pela visita e sucesso na sua carreira profissional!

José Sérgio Marcondes – Autor Artigo

 

Sobre José Sérgio Marcondes

Especialista em Segurança Privada – CES
Consultor em Segurança Privada

4 Comentários

  1. Marcondes, parabéns! Excelentes informações em seus artigos… Certamente servirão pra muita gente do nosso ramos de atuação. Obrigado!

  2. IRÃ ANGELO BARBOSA DA SILVA

    Boa tarde José Sérgio Marcondes.
    Sou profissional da área de segurança patrimonial e privada desde 1991 quando iniciei como Vigilante, e deixei a área como Supervisor em 2012 e agora buscando retorno, vejo que o mercado está inchado.
    Seu material tem me auxiliado em estar retomando meus conhecimentos adquiridos, parabéns.

    • José Sérgio Marcondes

      Olá Irã Angelo!
      Fiquei muito feliz em saber que os artigos estão contribuindo para o seu aprimoramento profissional.
      Bom retorno a área de segurança privada, sucesso da sua carreira e forte abraço!

Deixe um comentário...

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.