Gestão de Segurança Privada, O que é? Conceito, Funções, Definição

Gestão de Segurança Privada, O que é? Conceito, Funções, DefiniçãoGestão de Segurança Privada é a atividade que envolve o planejamento, a organização, a direção e o controle de recursos administrativos, humanos, físicos, tecnológicos e financeiros, relativos as atividades da segurança privada, de forma que se produzam resultados positivos, que possibilitem o atingimento de objetivos pré-estabelecidos.

Gestão de Segurança Privada é o processo de se conseguir obter resultados positivos na segurança privada com os esforços de pessoas. Pressupõe a existência de uma equipe de segurança, onde várias pessoas desenvolvem uma atividade em conjunto para melhor atingirem objetivos comuns.

O que é Gestão de Segurança Privada?

Gestão de Segurança Privada pode ser definida como os processos administrativos desenvolvidos para a legalização e administração das atividades da segurança privada.

A Gestão de Segurança Privada é definida como um processo administrativo que visa atingir objetivos estabelecidas para as atividades da segurança privada, de forma eficiente e eficaz, através da organização, planeamento, direção e controle dos recursos disponíveis.

O que é Gestão?

A gestão organizacional nos remete a ideia de gerência, de administrar algo, que está diretamente ligado á  produtividade da equipe e a satisfação não só do “líder” da ação mais do bem comum de todos que participaram da mesma.

Refere-se ao planejamento, organização, direção e controle de recursos e resultados, relativos a uma atividade, com propósito de produzir resultados positivos para o atingimento de objetivos pré-definidos.

Quais são as Atividades da Segurança Privada?

Segurança Privada resume-se, as atividades de segurança desenvolvidas por empresas privadas, devidamente autorizadas pela Polícia Federal, visando a proteção de pessoas, áreas e bens.

As atividades da segurança privada tem caráter preventivo e complementar a de segurança pública, e se resumem em quatro tipos:

Vigilância Patrimonial – Atividade exercida em eventos sociais e dentro de estabelecimentos, urbanos ou rurais, públicos ou privados, com a finalidade de garantir a incolumidade física das pessoas e a integridade do patrimônio.

Transporte de Valores – Atividade de transporte de numerário, bens ou valores, mediante a utilização de veículos, comuns ou especiais (carro forte).

Escolta Armada – Atividade que visa garantir o transporte de qualquer tipo de carga ou de valor e rodovias e estradas.

Segurança Pessoal -Atividade de vigilância pessoal exercida com a finalidade de garantir a incolumidade física de pessoas

Quais são os Objetivos da Gestão de Segurança Privada?

A gestão de segurança privada visa a adoção de políticas, planos, procedimentos, ações e estratégias em prol do bom funcionamento das atividades da segurança privada.

A Gestão visa:

  • Identificar, formalizar e elucidar objetivos;
  • Organizar, estabelecer e disciplinar atividades;
  • Orientar e coordenar atividades;
  • Possibilitar avaliação de desempenho;
  • Viabilizar adoção de medidas corretivas/complementares quando necessário.

Funções da Gestão de Segurança Privada

Basicamente, a missão da gestão de segurança privada é interpretar a necessidade de segurança de um estabelecimento, pessoa ou bem, e transforma-la em ações de segurança, através do planeamento, organização, direção, e controle, de forma a propiciar a segurança adequada ao bem protegido.

São quatro as funções da gestão de segurança privada:

Planeamento da Segurança

O planejamento da segurança, envolve a definição de objetivos, assim como, a decisão sobre as tarefas a se realizar e a seleção dos recursos necessários para atingir os objetivos estabelecidos para o plano.

O  planejamento da segurança, envolve a definição de objetivos e de metas, assim como, a decisão sobre as tarefas a se realizar e a seleção dos recursos (Humanos, Financeiros, Materiais, Tecnológicos) necessários para se atingir os objetivos estabelecidos.

Planejamento envolve:

  • Identificar e avaliar vulnerabilidades, ameças e riscos;
  • Estabelecer objetivos;
  • Examinar alternativas;
  • Definir atividades;
  • Identificar as necessidade de recursos;
  • Criar estratégias para alcance dos objetivos estabelecidos.

Organização da Segurança

Organização da segurança é a forma como se vai desenvolver as atividade para concretizar o que se planejou.

Refere-se ao processo de estabelecer relações formais entre as pessoas e os recursos disponíveis para atingir os objetivos propostos.

No processo de organização da segurança é estabelecido a forma como se vai desenvolver as atividades para concretizar o que se planejou.

Consiste na atribuição de tarefas, na formação de equipes, na delegação de autoridade e responsabilidade e na distribuição de recursos.

Organização envolve:

  • Criar estrutura organizacional;
  • Estabelecer políticas e procedimentos;
  • Delegar autoridade e responsabilidades  (Estabelecimento de cargo e funções);
  • Mobilizar recursos humanos, materiais e financeiros;
  • Formar e capacitar equipes (seleção, treinamento, capacitação).

Direção dos Recursos Humanos

Direção consiste em influenciar e motivar os membros da equipe para que todos contribuam para que os objetivos estabelecidos sejam atingidos.

A direção refere-se ao processo de liderança a ser desempenhado pelo gestor de segurança, com objetivo de influenciar e motivar os colaboradores em suas atividades.

Controle das Atividades e Resultados

Controle é o processo de monitorar as atividades de forma a acompanhar se os resultados estão de acordo com o planejado.

A organização deve definir indicadores de desempenho para que se possa avaliar o andamento das atividades estabelecidas e aplicar correções se necessário.

Controlar significa garantir a execução do planejado conforme sua concepção.

Controle envolve:

  • Estabelecimento de Indicadores de desempenho;
  • Elaboração de mecanismo e rotinas de monitoramento das atividades;
  • Atribuição de responsabilidade de aferição de resultados;
  • Elaboração de rotinas para aplicação de ações corretivas.

O processo de gestão envolve um ciclo continuo de aplicação dos quatros elementos da gestão, planejamento, organização, liderança e controle.

O funcionamento harmonioso do ciclo de gestão permite o atingimento dos objetivos de forma eficiente e eficaz.

Níveis de Gestão da Gestão de Segurança Privada

Gestor de Segurança são todos aqueles, que numa organização, conseguem coisas feitas com o trabalho de outros, planejando, organizando, dirigindo e controlando.

Consideram-se, geralmente, três níveis de gestão:

Nível institucional

A gestão caracteriza-se por uma forte componente estratégica , ou seja, envolvimento da totalidade dos recursos disponíveis na determinação do rumo a seguir, associado a ações de médio e longo prazo, e pela formação de políticas gerais, isto é, que são definidas de forma genérica e dizem respeito a toda a organização.

O gestor nível institucional geralmente é o responsável pelo planejamento estratégico.

Corresponde aos membros do conselho de administração e diretores em geral.

Nível intermédio

Predomina o componente tático, caracterizando-se pela motivação de recursos e elaboração de planos e programas específicos relacionados com as atividades de segurança, associados a ações de curto prazo.

O gestor nível intermediário geralmente é o responsável pelo planejamento tático.

Corresponde as funções de gerente de segurança.

Nível operacional

Predomina o componente técnico, traduzindo-se na execução de atividades, rotinas e procedimentos operacionais diários das atividades da segurança.

O gestor operacional intermediário geralmente é o responsável pelo planejamento operacional.

Corresponde as funções do supervisor de segurança.

Importância da Gestão de Segurança Privada

O sucesso de uma organização depende, basicamente, de sua capacidade de agregar valor para as partes interessadas.

Nesse sentido, a organização necessita ter condições de acompanhar as alterações no seu ambiente de atuação, identificando as ameaças e riscos existentes, sem deixar de buscar novas oportunidades de crescimento no nicho de mercado em que atua.

A gestão de segurança privada visa planejar, organizar, orientar e controlar, as atividades de segurança da organização, com objetivo de identificar, avaliar e controlar os riscos potenciais ao bom funcionamento da organização.

Muitas empresas não tem dado a devida importância as atividades da segurança e com isso tem sofrido consequências negativas.

Isso acontece porque, muitas empresas entendem muito bem dos seus produtos e serviços, porém falta o conhecimento aprofundado sobre o processo de gestão da segurança privada.

Atualmente, as empresas que almejam ter sucesso, precisam amparar se em profissionais especializados na gestão de segurança privada, para atingir um nível de segurança compatível com a necessidade da organização.

Quando bem definida e executada, a segurança privada desempenha um papel de extrema importância nas empresas.

Benefícios da Gestão de Segurança Privada

Uma boa gestão inevitavelmente gera resultados eficazes em todas as esferas da organização, a começar pela produtividade dos colaboradores, que é estimulada por meio de uma liderança altamente qualificada.

O gestor da segurança tem como função acompanhar equipes e identificar adequações, tanto processuais como de função, que favoreçam os resultados da segurança da organização.

Por meio do acompanhamento das atividades desenvolvidas, o gestor da segurança consegue identificar e redefinir papéis e modelos de execução que tendem a prosperar e gerar mais resultados para segurança da organização.

A gestão de segurança permite controle e ajustes com base nos resultados gerados, o que gera mais qualidade na segurança, uma vez que os ajustes são realizados em tempo real, conforme o retorno obtido com as ações implementadas.

Isso, por sua vez, minimiza os riscos potenciais existentes.

Uma boa gestão também contribui para que os gastos com segurança se mantenham suficientemente organizados.

Assim, as decisões são tomadas considerando-se a redução de custos e a otimização de resultados, uma vez que a função de um gestor envolve maximizar retorno.

Controles mais rigorosos são implementados para poupar desperdícios de recursos, tanto financeiros quanto de pessoas, visando a maximização dos resultados.

Curso de Gestão de Segurança Privada

Na atualidade, mutas universidade e faculdades no Brasil oferecem cursos de nível superior, de Graduação e de Pós-Graduação, em Gestão de Segurança Privada.

O Curso de Gestão de Segurança Privada tem por objetivo a formação qualificada de gestores de segurança, que possam conduzir o processo de gestão de segurança privada nas organizações de forma eficaz e eficiente.

O curso de gestão de segurança privada, tem duração média de 2 anos e pode ser feito no sistema presencial e semi-presencial  EAD.


➡  Deixe seu comentário logo abaixo, de sua opinião e contribua com o artigo.

➡  Se gostou, curta e compartilhe as publicações com seus colegas pelas redes sociais.

As atitudes acima (comentar, curtir e compartilhar) nos ajudam a manter o Blog e a continuar as publicações de artigos de forma gratuita para todos.  😆

Forte abraço e sucesso na sua vida e carreira profissional!

José Sérgio Marcondes – Autor Artigo


Referências Bibliográficas

ALLEN, Louis A. Administração profissional: novos conceitos e métodos provados. The Professional Management: new concepts and prove practices. Tradução de Suely M. Brazão, Vicente de Paula e Pala Rico Adorno. São Paulo: McGraw-Hill, 1974.

BARNARD, Chester I. As Funções do Executivo. The Functions Of The Executive. Tradução de Flávio Moraes de Toledo Piza. São Paulo: Atlas, 1971.

DRUCKER, Peter Ferdinand. Administração, tarefas, responsabilidades, práticas. Management: tasks, responsibilities and practices. Tradução de Carlos A. Malferrari et. al. 3 vol. São Paulo: Pioneira, 1975.

FAYOL, Henri. Administração Industrial e Geral. Administration Industriellen et Générale. Tradução de Irene de Bjano e Mário de Sousa. 4ª ed. São Paulo: Atlas, 1960.

FERREIRA, Ademir Antônio. Gestão Empresarial: de Taylor aos nossos dias, evolução e tendências da moderna administração de empresas. São Paulo: Pioneira, 1997.

Cadastre-se gratuitamente e receba notificações sobre novas publicações. Junte-se aos mais de 10.000 inscritos.

Site Seguro e 100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário...

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

20 Comentários

  1. Anderson Lobato disse:

    Excelente artigo,bastante esclarecedor….

  2. Anderson Lobato disse:

    excelente artigo,gostei…..

  3. João Carlos Lemos Machado disse:

    Ótimo, gostei muito é importante a questão geracional com conhecimento técnico.

  4. João Batista Venézio, aluno do curso de especialização em Segurança Corporativa.
    Olá José Sérgio! Gostei muito do artigo. Será de fundamental importância para a minha formação.

    • José Sérgio Marcondes disse:

      Olá João Batista!
      Obrigado pelas suas palavras, fico muito contente em estar contribuindo para sua especialização profissional.
      Forte abraço e sucesso na carreira !

  5. Eberson Silva disse:

    Excelente artigo. Vai ajudar muito no meu curso de Gestão de Segurança Privada. Grato

    • José Sérgio Marcondes disse:

      Olá Eberson Silva!
      Obrigado pelos elogio, fico muito contente em saber que o artigo esta sendo útil para seu curso de gestão em segurança privada, esse é meu principal objetivo, contribuir na formação e aperfeiçoamento dos colegas da área de segurança privada.
      Forte abraço e sucesso na carreira!

  6. Valdinei Fernandes disse:

    Muito bom artigo, com certeza ajudará todos os gestores, abraço

  7. Olá José Sérgio Marcondes , me chamo Fabrício Oliveira, sou estudante do curso de Gestão de segurança privada, e quero agradecer a vc pelo artigo publicado, concerteza vai ser como um manual para mim, espero que vc continue postando seus conhecimentos na área da na segurança privada, creio que não só à mim, mas estará ajudando a muitos academicos que aqui passaram, grande abraço.

  8. Haroldo Cesar Flauzino disse:

    Boa tarde,pertinente a temática

  9. Fabiano disse:

    Bom Dia Sr. Marcondes
    estou pesquisando a questão da obrigatoriedade sobre a plotagem de veículos de segurança patrimonial, mas na Portaria 3.233/2012 só achei sobre os veículos de transporte de valores e os de escolta armada. O Sr. poderia me elucidar o assunto?
    Grato Fabiano

    • José Sérgio Marcondes disse:

      Olá Fabiano!
      Não há normatização legal sobre a plotagem de veículos para segurança ou vigilância patrimonial. Embora seja permitido, não existe regulamentação legal de obrigatoriedade ou padrão a seguir.
      Obrigado pelo seu comentário, forte abraço e sucesso na carreira.

  10. Edson de Oliveira Pacheco disse:

    É de muita excelência todas as informações obtidas nesses artigos, contribuem muito para nossa formação profissional na área de segurança privada.
    Muito obrigado por todas informações.

    • José Sérgio Marcondes disse:

      Olá Edson!
      Fico muito feliz em saber que ps artigos estão sendo úteis e que eles contribuem para o desenvolvimento profissional de muitos colegas.
      Forte abraço e sucesso na sua carreira.