Home / Atividades Segurança Privada / Empresa de Segurança Pessoal: Conceito, Funcionamento e Responsabilidades

Empresa de Segurança Pessoal: Conceito, Funcionamento e Responsabilidades

Empresa de Segurança Pessoal PrivadaO que é Empresa de Segurança Pessoal

A denominação Empresa de Segurança Pessoal refere se a Empresa Especializada em Segurança Privada autorizada pela Polícia Federal a explorar comercialmente o mercado de Segurança Pessoal Privado mediante contrato de prestação de serviço.

A atividade da Empresa de Segurança Pessoal Privada é regulamentada pela  PORTARIA Nº 3.233/2012-DG/DPF, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2012.

Requisitos para Funcionamento

 A atividade da empresa de segurança pessoal dependerá de autorização prévia da Policia Federal, mediante o preenchimento dos seguintes requisitos a seguir:

I – possuir autorização há pelo menos um ano na atividade de vigilância patrimonial ou transporte de valores;

II – contratar, e manter sob contrato, o mínimo de oito vigilantes com extensão em segurança pessoal e experiência mínima de um ano nas atividades de vigilância ou transporte de valores

Atividade da Empresa

A atividade da empesa de segurança pessoal é voltada exclusivamente para garantir a integridade física das pessoas.

A pessoa a ser protegida será acompanhada por vigilante de segurança pessoal durante seus deslocamentos a pé ou motorizado.

O vigilante de segurança  pessoal é o profissional capacitado e credenciado para executar as ações necessárias para garantir a segurança pessoal  de uma pessoa que requeira proteção especial.

A legislação atual não estabelece um efetivo mínimo para ser empregado em cada missão de proteção  pessoal.

Fica a gargo da empresa, em acordo prévio estabelecido com o cliente, decidir sobre o efetivo a ser empregado em cada missão.

É atribuição da empresa contratada confeccionar e apresentar ao cliente o planejamento da segurança pessoal que será executada.

Cliente da Segurança Pessoal Privada

  • Empresários e familiares;
  • Executivos de organizações empresariais  e familiares;
  • Celebridades (cantores, artistas, famosos).

Responsabilidades da Empresa

  • Conhecer e cumprir a legislação relacionada a atividade de segurança privada em vigor no País;
  • Cumprir a legislação trabalhista e acordos sindicais, referentes aos  vigilantes com os quais tem vínculo empregatício;
  • Custear os cursos obrigatórios e os de qualificação para vigilantes;
  • Cumprir as clausulas do contrato de prestação de serviço firmado com o cliente;
  • Fazer um plano de segurança pessoal formal para cada contrato de prestação de serviço, considerando suas particularidades;
  • Dar ciência aos vigilantes envolvidos na atividade de segurança pessoal sobre o conteúdo do plano confeccionado;
  • Estabelecer plano de ação e de contingência para os casos de anormalidades;
  • Fornecer os recursos e meios necessários para que o vigilante possa cumprir com o previsto no plano de segurança;
  • Estabelecer um sistema de monitoramento e apoio para a missão, de forma que o vigilante receba apoio sempre que necessário.

 

Contribua com o artigo deixando seu comentário logo abaixo, ele é muito importante para o “Nosso Blog”!

Curta e compartilhe as publicações com seus colegas pelas redes sociais, assim estará colaborando para o fortalecimento e reconhecimento da importância da área de segurança.

Navegue em “Nosso Blog” e descubra outros artigos interessantes e úteis para o seu aprimoramento.

Obrigado pela visita e sucesso na sua carreira profissional!

José Sérgio Marcondes – Autor Artigo

Sobre José Sérgio Marcondes

Especialista em Segurança Privada - CES Consultor em Segurança Privada

Veja Também

Quais São As Possibilidades de Cursos Na Área Da Segurança Privada?

Cursos na Área da Segurança PrivadaÍndiceCursos na Área da Segurança PrivadaSeguimentos da Segurança Privada Vigilância ...

6 Comentários

  1. Muito bom .estes artigos sobre vigilancia

  2. Salvador Henrique Silva

    Estou iniciando curso superior de gestão de segurança privada,queria saber quando é como consigo fazer estágio nessa área para aprimorar mais conhecimento nesta área que tanto amo! Atualmente sou vigilante patrimonial

    • José Sérgio Marcondes

      Olá Salvador!
      O estágio não é obrigatório más é possível, depende da faculdade e da disponibilidade de alguma organização.
      Forte abraço e sucesso na sia carreira.

  3. Porque o curso de SPP que é ministrado pelo Exército Brasileiro (duração de 1 mês) não tem valor na área civil, já os cursos de academia com duração de uma semana ou menos tem esse valor ?

    • José Sérgio Marcondes

      Olá Gleydson Santos
      Não é uma questão de durabilidade ou de qualidade e sim uma questão de legislação.
      A atual legislação sobre segurança privada, reconhece como valido para atuação na área de segurança pessoal privada apenas os cursos de SPP ministrados por academias credenciadas junto a Policia Federal.
      Acredito que essa questão poderia ser levada em consideração numa possível revisão da legislação atual.
      Obrigado pelo seu comentário.
      Forte abraço e sucesso na sua carreira!

Deixe um comentário...

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.