Diagrama de Causa e Efeito – Espinha de Peixe – Diagrama de Ishikawa

Diagrama de Causa e Efeito O que é Diagrama de Causa e Efeito (ou Espinha de peixe)?

Diagrama de Causa e Efeito é uma representação gráfica que permite a organização das informações possibilitando a identificação das possíveis causas de um determinado problema ou efeito.

Também chamado de diagrama de espinha de peixe ou diagrama de Ishikawa.

Mostra as causas principais de uma ação, as quais dirigem para as sub-causas, levando ao resultado final.

[ads1]

Esta ferramenta foi desenvolvida em 1943 por Ishikawa na Universidade de Tóquio.

Ele usou isto para explicar como vários fatores poderiam ser comuns entre si e estar relacionados.

Embora não identifique, ele próprio, as causas do problema, o diagrama funciona como um“veículo para produzir com o máximo de foco possível, uma lista de todas as causas conhecidas ou presumíveis, que potencialmente contribuem para o efeito observado.”

Quando utilizar o Diagrama de  Causa e Efeito?

  • Quando necessitar identificar todas as causas possíveis de um problema;
  • Obter uma melhor visualização da relação entre a causa e efeito delas decorrentes;
  •  Classificar as causas dividindo-as em sub-causas, sobre um efeito ou resultado;
  • Para saber quais as causas que estão provocando este problema;
  • Identificar com clareza a relação entre os efeito, e suas prioridades;
  • Em uma análise dos defeitos: perdas, falhas, desajuste do produto, etc. com o objetivo de identificá-los e melhorá-los.

Pré-requisitos para construir o Diagrama de  Causa e Efeito.

  • Sugestões de possíveis causas do problema (Brainstorming) das pessoas envolvidas no processo;.
  • Análise de Pareto, para revelar a causa mais dominante.

Como fazer um Diagrama de  Causa e Efeito

  • Definir o problema a ser analisado de forma objetiva;
  • Estabeleça e enuncie claramente o problema (efeito) a ser analisado, escrevendo-o em um retângulo à direita. Desenhe uma seta da esquerda para a direita até o retângulo;

Diagrama de Causa e Efeito

  • Reunir um grupo de pessoas fazendo um Brainstorming sobre as causas possíveis;
  • Classifique as causas encontradas no Brainstorming em “famílias ou categorias de causas”. Normalmente, costuma-se denominar essas “famílias ou causas” como “causas primárias potenciais” que devem ser escritas dentro de retângulos ligados diretamente ao eixo horizontal do diagrama.

Diagrama de Causa e Efeito

  • Na indústria, por exemplo, as “causas primárias potenciais” são conhecidas como “fatores de manufatura” ou 6 M’s (Matéria-prima, Máquina, Medida, Meio ambiente, Mão-de-obra e Método);
  • Outra sugestão para a seleção de “causas primárias potenciais” é o chamado 5W1H que representa as iniciais inglesas dos seguintes pronomes interrogativos: What (o quê?); Who (quem?); When (quando?); Where (onde?); Why (por quê?) e How (como?).
  • Para cadauma delas elabore perguntas como: “Onde ocorre o problema?”; A resposta a essa pergunta poderia indicar diversos locais diferentes onde o mesmo problema ocorre com características e causas também diferentes;
  • Escreva as subcausas (secundárias, terciárias, etc.) como indicado na figura abaixo:Diagrama de Causa e Efeito
  • Para cada causa primária (dentro do retângulo), identifique as subcausas que a afetam;
  • Assinale no diagrama as causas que pareçam ter forte relação com o problema (efeito),considerando-se: a experiência e intuição; os dados existentes.

Vantagens

  •  É uma ferramenta estruturada, que direciona os itens a serem verificados para que sechegue a identificação das causas;
  • Apesar de existir um esqueleto a ser preenchido, não há restrição às ações dos participantes quanto às propostas a serem apresentadas;
  • Permite ter uma visão ampla de todas as variáveis que interferem no bom andamento da atividade, ajudando a identificar a não-conformidade.

Relação com outras  ferramentas da qualidade

  • Brainstorming : para coletar sugestões sob diversos pontos de vista, a fim de encontrar a causado problema.
  • Folha de Verificação: para registrar as idéias sugeridas no Brainstorming e aplicar no diagramada causa e efeito.
  • Diagrama de Pareto: para revelar quais as causas é a mais dominante, como já descrito no item anterior
  • Gráfico de Controle: pode ser usado quando este detecta um obstáculo, mas não é capaz de propor uma solução. Neste caso então se utiliza o diagrama de causa e efeitos.
  • Histograma: através dos dados obtidos do histograma, pode-se usar o diagrama de causa e efeito para atacar a causa mais provável.

Contribua com o artigo deixando seu comentário logo abaixo, ele é muito importante para o “Nosso Blog”!

Curta e compartilhe as publicações com seus colegas pelas redes sociais, assim estará colaborando para o fortalecimento e reconhecimento da importância da área de segurança.

Navegue em “Nosso Blog” e descubra outros artigos interessantes e úteis para o seu aprimoramento.

Obrigado pela visita e sucesso na sua carreira profissional!

José Sérgio Marcondes – Autor Artigo

[ads2]

 

Cadastre-se gratuitamente e receba notificações sobre novas publicações. Junte-se aos mais de 10.000 inscritos.

Site Seguro e 100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário...

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

4 Comentários

  1. WALDEMIR CARNEIRO TEIXEIRA disse:

    Sou Adminsitrador de Empresas, com 57 anos de idade, com alguma experiencia acumulada no trato com as dinâmicas apliacadas NA GESTÃO DE PESSOAS (O patrimônio de qualquer organização). É bem verdade que na época da faculdade e mesmo dentro das organizações,procuramos aplicar essas ferramentas, as quais são extremamentes importantes para colocar as empresas no rumo certo.

    Outro fator que me leva a procurar mais conhecimento na área de GESTÃO E SEGURANÇA PRIVADA, pois terei que prestar uma consultoria para um cliente justamente nesse segmento. E como toda certeza, essas ferramentas serão valiosas.

    Mais uma vez, meus parabens e muito obrigado.

  2. Bom dia, qual a data da publicação deste artigo por favor?