Gestão Organizacional ou Empresarial. O que é? Conceitos, Definições e Funções

Gestão Organizacional ou Empresarial. O que é? Conceitos, Definições e FunçõesGestão Organizacional ou Empresarial é uma atividade que envolve o planejamento, a organização, a direção e o controle de recursos humanos, físicos, tecnológicos e financeiros, de forma que se produzam resultados positivos, que possibilitem o atingimento de objetivos pre-estabelecidos.

Gestão Organizacional ou Empresarial é o processo de se conseguir obter resultados (bens e serviços) com os esforços de pessoas. Pressupõe a existência de uma organização (várias pessoas que desenvolvem uma atividade em conjunto para melhor atingirem objetivos comuns.

O que é Gestão Organizacional ou Empresarial?

A Gestão Organizacional ou Empresarial é definida como um processo administrativo que visa atingir objetivos e metas estabelecidas para uma organização, de forma eficiente e eficaz, através da organização, planeamento, liderança e  controle dos recursos disponíveis.

A eficiência define-se como a racionalização da quantidade/valor dos recursos usados para atingir uma meta/objetivo.

Busca-se o menor gasto possível sem comprometer a eficácia.

A eficácia é o grau com que uma organização atinge as suas metas/objetivos declarados.

Significa satisfazer o consumidor/cliente, que reconhece valor nos produtos e/ou serviços por ele adquiridos.

Relaciona-se com fazer as coisas certas e com qualidade prometida.

O que é Gestão?

Gestão é uma atividade complexa, envolvendo a combinação e a coordenação de recursos humanos, físicos e financeiros, de forma  que se produzam bens ou serviços que sejam simultaneamente procurados e que possam ser oferecidos a um preço que possa ser pago, tornando ao mesmo tempo agradável e aceitável o ambiente de trabalho de todos os envolvidos.

A palavra gestão nos remete a ideia de gerência, de administrar algo,  que está diretamente ligado á  produtividade do grupo e a satisfação não só do “líder” da ação mais do bem comum de todos que participaram da mesma.

Gestão refere-se a orientação do caminho a ser seguido para a realização de objetivos compreendendo um conjunto de decisões, liderança, motivação, avaliação e análises.

A qualidade da gestão é provavelmente um dos fatores mais significativos na determinação do desempenho e do sucesso da organização.

Funções da Gestão Organizacional ou Empresarial

Basicamente, a tarefa da Gestão Organizacional ou Empresarial é interpretar os objetivos propostos e transforma-los em ações  através do planeamento, organização, direção, e controle de todos os esforços realizados, a fim de atingir os objetivos  propostos.

São quatro as funções da gestão:

Planeamento

O  planejamento envolve a definição de objetivos, assim como, a decisão sobre as tarefas a se realizar e a seleção dos recursos (Humanos, Financeiros, Materiais, Tecnológicos) necessários para atingir os objetivos estabelecidos para o plano.

O planejamento é o processo que determina antecipadamente o que deve ser feito e como deve ser feito.

O planeamento envolve a determinação no presente do que se espera para o futuro e quais as decisões a tomar para que os objetivos e as metas sejam alcançados.

Planejamento envolve:

  • estabelecer objetivos e missão;
  • examinar as alternativas;
  • determinar as necessidade de recursos;
  • criar estratégias para alcance dos objetivos estabelecidos.

Organização

Organização é o processo de estabelecer relações formais entre as pessoas, e entre estas e os recursos, para atingir os objetivos propostos.

Organização é a forma como se vai desenvolver as atividades para concretizar o que se planejou.

Consiste na atribuição de tarefas, na formação de equipes, na delegação de autoridade e responsabilidade e na distribuição de recursos financeiros e materiais.

Trata-se de adequar as atividades às pessoas e aos recursos disponíveis, definir:

  • o que deve ser feito?
  • por quem deve ser feito?
  • como deve ser feito?
  • quando deve ser feito?

Organizar é um processo de dispor qualquer conjunto de recursos numa estrutura que facilite a realização de objetivos.

Organização envolve:

  • delinear cargos/funções e tarefas específicas;
  • criar estrutura organizacional;
  • definir posição de staff;
  • coordenar as atividades de trabalho;
  • estabelecer políticas e procedimentos;
  • definir a alocação de recursos da organização.

Direção

Direção consiste em influenciar e motivar os membros da equipe para que todos contribuam para que os objetivos estabelecidos sejam atingidos.

Direção envolve:

Motivação – pode ser entendida como reforço da vontade das pessoas se esforçarem por conseguir alcançar os objetivos propostos. Traduz-se na procura da aproximação dos objetivos individuais de cada um dos elementos humanos que fazem parte da organização com os objetivos globais da organização.

Liderança – capacidade de influenciar o comportamento das pessoas para agirem de forma que os objetivos propostos sejam alcançados.

Comunicação –  processo de troca de informações, ideias, conceitos ou sentimentos entre pessoas.

Liderança é a competência essencial para que os objetivos e metas sejam alcançados.

 

 Controle

Controle  é a monitorização das atividades e das pessoas envolvidas nas atividades de forma a acompanhar se os desempenhos e resultados estão de acordo com o planejado.

A organização deve definir indicadores de desempenho para que se possa avaliar o andamento das  atividades estabelecidas e aplicar as devidas correções se necessário.

Controlar significa garantir a execução do planejado conforme sua concepção.

Controle envolve:

  • avaliar o desempenhos;
  • estabelecer comparação do desempenho com os padrões pré-definidos;
  • aplicar medidas corretivas e de ajustes se necessário.

 

O processo de gestão envolve um ciclo continuo de aplicação dos quatros elementos da gestão, planejamento, organização, liderança e controle.

O funcionamento harmonioso do ciclo de gestão permite o atingimento dos objetivos de forma eficiente e eficaz.

Níveis de Gestão

Gestores são todos aqueles, que numa organização, conseguem coisas feitas com o trabalho de outros, planejando, organizando, dirigindo e controlando.

Consideram-se, geralmente, três níveis de gestão:

Nível institucional

A gestão caracteriza-se por uma forte componente estratégica , ou seja, envolvimento da totalidade dos recursos disponíveis na determinação do rumo a seguir, associado a ações de médio e longo prazo, e pela formação de políticas gerais, isto é, que são definidas de forma genérica e dizem respeito a toda a organização.

Corresponde aos membros do conselho de administração e diretoria em geral.

Nível intermédio

Predomina a componente táctica, caracterizando-se pela motivação de recursos e elaboração de planos e programas específicos relacionados com a área do respectivo gestor, associados a ações de curto prazo.

Corresponde funções de gerencia.

Nível operacional

Predomina a componente técnica, traduzindo-se na execução de rotinas e procedimentos diários.

Corresponde funções de supervisão e coordenação.


➡  Deixe seu comentário logo abaixo, de sua opinião e contribua com o artigo.

➡  Se gostou, curta e compartilhe as publicações com seus colegas pelas redes sociais.

As atitudes acima (comentar, curtir e compartilhar) nos ajudam a manter o Blog e a continuar as publicações de artigos de forma gratuita para todos.  😆

Forte abraço e sucesso na sua vida e carreira profissional!

José Sérgio Marcondes – Autor Artigo


Referências Bibliográficas

ALLEN, Louis A. Administração profissional: novos conceitos e métodos provados. The Professional Management: new concepts and prove practices. Tradução de Suely M. Brazão, Vicente de Paula e Pala Rico Adorno. São Paulo: McGraw-Hill, 1974.

BARNARD, Chester I. As Funções do Executivo. The Functions Of The Executive. Tradução de Flávio Moraes de Toledo Piza. São Paulo: Atlas, 1971.

DRUCKER, Peter Ferdinand. Administração, tarefas, responsabilidades, práticas. Management: tasks, responsibilities and practices. Tradução de Carlos A. Malferrari et. al. 3 vol. São Paulo: Pioneira, 1975.

FAYOL, Henri. Administração Industrial e Geral. Administration Industriellen et Générale. Tradução de Irene de Bjano e Mário de Sousa. 4ª ed. São Paulo: Atlas, 1960.

FERREIRA, Ademir Antônio. Gestão Empresarial: de Taylor aos nossos dias, evolução e tendências da moderna administração de empresas. São Paulo: Pioneira, 1997.

Cadastre-se gratuitamente e receba notificações sobre novas publicações. Junte-se aos mais de 10.000 inscritos.

Site Seguro e 100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário...

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Seja o primeiro a comentar!