Conceito de Auditoria Interna e Externa: O que é? Objetivos e Tipos

Conceito de Auditoria Interna e ExternaO conceito de auditoria interna ou externa, pode ser definido como a atividade sistemática e programada desenvolvida em determinada organização, empresa ou departamento, com o objetivo de checar se determinadas atividades ou informações estão de acordo com as disposições planejadas e/ou estabelecidas previamente.

Qual o conceito de auditoria

Segundo a ISO 9000, auditoria é um processo sistemático, documentado e independente para obter evidências e avaliá-las objetivamente para determinar a extensão na qual os critérios da auditoria são atendidos.

Podemos entender como conceito de auditoria o um exame pericial, metódico que visa comparar informações apresentadas com evidencias aceitas.

Auditoria é uma avaliação planejada, programada e executada por indivíduos independentes da área auditada, a fim de verificar a eficácia da área, através da constatação de evidências objetivas e da identificação de não-conformidades.

Assim sendo, o conceito de auditoria evidencia que a auditoria é uma ferramenta de controle extremamente eficaz porque identificação de erros e desvios.

A auditoria averiguá a veracidade e exatidão dos registro e resultados apresentados  com os objetivos, metas e indicadores de desempenho estabelecidos e negociados.

Auditoria é uma função independente criada dentro da empresa para examinar e avaliar suas atividades, como um serviço a essa mesma organização.

Objetivos da Auditoria

O objetivo da auditoria interna é não só observar e dar opiniões de como os controles internos funcionam, mas também, concluir como resultado a qualidade dos registros e seguranças destes.

O objetivo principal da auditoria é verificar se a empresa ou departamento está fazendo aquilo que ela disse que faria.

Dentro os principais objetivos podemos citar:

  • Identificar conformidade ou não conformidade com os requisitos especificados;
  • Constatar eficácia do sistema no atendimento aos objetivos e metas  estabelecidos;
  • Identificar potencial de melhoria;
  • Atender requisitos legais, normativos, contratuais e regulamentares;
  • Evidenciar que as atividades acontecem de acordo com o planejamento;
  • Proporcionar satisfação e confiança aos clientes internos e externos;
  • Detectar e observa problemas de ocasião;
  • Retornar informações para as atos corretivos e melhorias.

Conceito de auditoria interna e externa

Basicamente as auditorias podem ser divididas em duas, de acordo com sua execução e ainda seus objetivos:

1) Auditoria externa

São aquelas executadas por outras organizações, tais como clientes ou empresas especializadas, consequentemente são executas por pessoas que não pertencem a organização.

Auditoria externa é a auditoria realizada por agentes externos à organização.

Podem ser clientes e/ou fornecedores ou órgãos certificadores (auditorias de certificação).

A auditoria externa não possui vínculos empregatícios com a empresa.

Ela não elimina a necessidade da auditoria interna.

2) Auditoria interna

São aquelas executadas pela própria organização, assim sendo, por colaboradores da própria empresa.

A Auditoria interna é conduzida pela própria organização, para propósitos internos.

É quando uma organização examina seus próprios sistemas, procedimentos e atividades para determinar se eles são adequados e estão sendo atendidos.

No auditoria interna o auditor interno é um colaborador da própria empresa.

O auditor interno não deverá estar subordinado às pessoas cujos trabalhos examinaram, deverá ser independente e prestar informações somente aos gestores que o destinaram ao trabalho.

Auditor

O auditor é a pessoa com competência para realizar uma Auditoria de acordo com atributos pessoais e capacidade técnica necessária.

Os auditores devem ter cuidado ao considerar a importância e a confiança depositada neles, além da competência necessária para realizar o trabalho.

Os auditores devem ser  independentes da atividade a ser auditada e serem livres de tendência e conflito de interesse.

Os auditores devem assegurar que as constatações e conclusões de auditoria sejam baseadas somente nas evidências encontradas.

Evidências de auditoria

Evidência comprobatória de auditoria é aquilo que comprova o que foi dito, alegado ou feito, no ato da execução da auditoria.

As evidências de uma auditoria são o conjunto de fatos que comprovam a veracidade das informações obtidas ou apresentadas.

Evidência de auditoria é, por definição, verificável e baseada em amostras das informações disponíveis.

Em termos de auditoria, as evidencias podem ser comprovadas por meio de registro, relatórios, gráficos etc.

Para serem aceitas como evidencia os indicadores apresentados devem possuir algumas caraterísticas especificas, dentre elas podemos citar:

  • Suficiência: a evidência deve ser convincente às pessoas leigas, permitindo-as chegar às mesmas conclusões do auditor;
  • Validade:  a evidencia deve dar credibilidade e suporte à conclusão do auditor;
  • Relevância: deve ter relação com os objetivos da auditoria;
  • Objetividade: deve ser objetiva e respaldar as conclusões do auditor de forma mais profunda do que a simples aparência.

Classificação das Evidências

As evidências de auditoria podem ser classificadas segundo os meios que a originaram:

1) Evidência física:

Obtida em decorrência de uma inspeção física ou observação direta de pessoas, bens ou transações.

Normalmente é apresentada sob a forma de fotografias, gráficos, memorandos descritivos, mapas, amostras físicas etc.

2) Evidência documental:

É aquela obtida dos exames de ofícios, contratos, documentos comprobatórios (notas fiscais, recibos, duplicatas quitadas, etc.) e das informações prestadas por pessoas de dentro e de fora da entidade auditada, sendo a evidência obtida de fontes externas adequadas é mais fidedigna que a obtida na própria organização sob auditoria.

3) Evidência testemunhal:

É aquela decorrente da aplicação de entrevistas e questionários.

4) Evidência analítica:

Decorre da conferência de cálculos, comparações, correlações e análises feitas pelo auditor, dentre outras.

Importância da auditoria

A auditoria tem a função de fiscalizar os processos da organização, ela analisa os procedimentos através de estudos e testes, verifica se o sistema analisado é o que está sendo seguido na prática.

O principal objetivo da auditoria é o de emitir opinião relacionada ao funcionamento dos controles internos da empresa.

A auditoria serve para a administração como meio de confirmação de que todos os planos, procedimentos internos e políticas definidas pela companhia, estão sendo efetivamente seguidos.

A proposta da auditoria  é auxiliar os membros da administração a desincumbirem-se eficazmente de suas responsabilidades.

Para tanto, a auditoria interna lhes fornece análise, avaliações, recomendações, assessoria e informações relativas às atividades examinadas.

Esse contexto demonstra-nos claramente a grande importância da Auditoria Interna nas organizações

Tipos de Auditorias

Há várias tipos de auditoria, dentre elas podemos citar:

  • Auditoria Contábil/Financeira
  • Auditoria da Qualidade
  • Auditoria de Segurança
  • Auditoria Administrativa;
  • Etc.

Referencia Bibliográficas

Alessandra Cristina Rubio, Josiane Marcacini Silva. AUDITORIA INTERNA E SUA IMPORTÂNCIA PARA AS ORGANIZAÇÕES. Acesso em 10 de 05 de 2018, disponível em Faculdade do Pantanal (Fapan): http://fapan.edu.br/media/files/2/2_118.pdf

ATTIE, Willian. Auditoria Interna. 1ª. Ed. São Paulo: Atlas, 1987.
ATTIE, Willian. Auditoria Interna. São Paulo: Atlas, 1992.
ATTIE, Willian. Auditoria: Conceitos e aplicações. 3ª. Ed. São Paulo. Atlas, 2006.

Cadastre-se gratuitamente e receba notificações sobre novas publicações. Junte-se aos mais de 10.000 inscritos.

Site Seguro e 100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário...

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!