Home / Conceitos de Gestão / Conceito de Administração: O que é? Definições e Princípios

Conceito de Administração: O que é? Definições e Princípios

Conceito de AdministraçãoQual o conceito de administração?

O conceito de administração pode ser definido como sendo  o processo de planejar, organizar, dirigir e controlar o uso de recursos com a finalidade de alcançar os objetivos definidos para uma organização.

A palavra Administração vem do latim, ad – que significa direção, tendência para, e minister – que significa subordinação ou obediência, ou seja, quem realiza uma função sob comando de outra ou presta serviço a outro, (CHIAVENATO, 2003).

Segundo Maximiano (2007), conceito de administração, é um trabalho em que as pessoas buscam realizar seus objetivos próprios ou de terceiros (organizações) com a finalidade de alcançar as metas e objetivos traçados.

Fazem parte do processo de administrar as funções de planejamento,  organização,  direção e  controle, sem as quais o ato de administrar estaria incompleto.

Processo Administrativo

O planejamento, a organização a direção e o controle, quando considerados separadamente constituem as funções administrativas. Quando visualizadas no conjunto para o alcance dos objetivos organizaionais formam o processo administrativo.

1) Planejamento

De forma resumida, planejamento é definir os objetivos e os meios para alcançá-los.

2) Organização

A organização é a função administrativa que se incumbe de identificar, organizar e agrupar as atividades e recursos necessárias para se atingir os objetivos propostos.

3) Direção

A direção é a função administrativa que orienta, conduz e coordena as pessoas na execução das atividades planejadas e organizadas.

4) Controle

O controle como função administrativa tem como finalidade analisar o trabalho que esta sendo desenvolvido comparando o que foi feito ou está sendo feito com o que deveria ser feito ou alcançado.

Conceito de Administração

Habilidades do Administrador

Para adquirir um bom desempenho profissional, o administrador necessita ter três tipos de habilidades, que segundo o criador dessa tipologia, Katz (1955 apud CHIAVENATO, 2003), são de natureza: técnica, humana e conceitual.

1) Habilidade Técnica

Habilidade técnica é a maneira pela qual se compreende e domina determinado tipo de atividade.

Envolve conhecimento com o fazer prático, com objetos físicos e concretos; consiste em saber utilizar métodos e equipamentos necessários para realização de tarefas específicas.

2) Habilidade Humana

É a capacidade e aptidão de trabalhar com pessoas para obter resultados eficazes por meio delas, refere-se à facilidade de relacionamento interpessoal e em equipe.

Envolve a capacidade de se comunicar, motivar, coordenar, liderar e resolver conflitos.

Está relacionada à interação com pessoas e por meio delas.

Implica possuir facilidade para o desenvolvimento da cooperação dentro da equipe e o encorajamento da participação dos mesmos.

3) Habilidade Conceitual

É a habilidade que requer maior conhecimento, pois exige visualização do conjunto organizacional com suas partes integradas, formando um conjunto harmonioso.

Implica a facilidade em trabalhar com idéias e conceitos, teorias e abstrações.

As habilidades conceituais estão relacionadas com o pensar, com o raciocinar, com o diagnóstico das situações e com a formulação de alternativas de solução de problemas.

A adequada combinação dessas habilidades varia à medida que um indivíduo sobe na escala hierárquica da organização.

Conceito de Administração

Competências do Administrador

Competência pode ser definida como a qualidade de quem é capaz de analisar uma situação, apresentar soluções e resolver assuntos ou problemas (CHIAVENATO, 2003).

Ainda, segundo o mesmo autor, para ser plenamente capaz de administrar uma organização, o administrador deve ter algumas competências que são essenciais:

1)  Executar as tarefas que são de sua propriedade e considerar a dependência mútua de outras funções;

2) Trabalhar em equipe, buscando e fornecendo informações, e mantendo sua liderança;

3) Ser pró-ativo (trabalhar participativamente) em todos os setores da organização;

4) Ser comunicativo, negociador e mantenedor de relações de natureza profissional e interpessoal.

 

Contribua com o artigo deixando seu comentário logo abaixo, ele é muito importante para o “Nosso Blog”!

Curta e compartilhe as publicações com seus colegas pelas redes sociais, assim estará colaborando para o fortalecimento e reconhecimento da importância da área de segurança.

Navegue em “Nosso Blog” e descubra outros artigos interessantes e úteis para o seu aprimoramento.

Obrigado pela visita e sucesso na sua carreira profissional!

José Sérgio Marcondes – Autor Artigo

 

Sobre José Sérgio Marcondes

Especialista em Segurança Privada – CES
Consultor em Segurança Privada

Deixe um comentário...

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.