Home / Gestão de Processos Segurança / Atributos da Gestão de Riscos na Segurança Patrimonial

Atributos da Gestão de Riscos na Segurança Patrimonial

Atributos da Gestão de Riscos na Segurança PatrimonialGestão de Riscos na Segurança Patrimonial

Podemos considerar os  atributos da gestão de riscos na segurança patrimonial de uma organização, como sendo os benefícios relevantes decorrente da prática da gestão de riscos na segurança patrimonial da organização.

Esses atributos agregam ferramentas e processos organizacionais que contribuem significativamente para a melhoria das atividades da segurança na organização melhorando o processo de gestão da segurança.

“Atributo: Condição, propriedade, qualidade. Fonte: michaelis.uol.com.br

Atributos da Gestão de Riscos na Segurança Patrimonial

 Melhoria contínua no processo de gestão da segurança  patrimonial

O primeiro dos  Atributos da Gestão de Riscos na Segurança Patrimonial, da ênfase na melhoria contínua do processo de gestão da segurança, através da identificação de vulnerabilidades e ameaças e do estabelecimento de medidas de controle, atreladas a indicadores de desempenho, que permitem o monitoramento da eficiência e eficácia da segurança frente aos riscos identificados.

 Responsabilização integral pelos riscos

O segundo, dos Atributos da Gestão de Riscos na Segurança Patrimonial , ressalta a importância da organização ter a consciência dos riscos patrimoniais a que esta exposta no ambiente em que atua, de suas vulnerabilidades e ameaça  potenciais existentes.

Consciente dos riscos a que esta exposta, a organização deve indicar formalmente um gestor de segurança, habilitado e capaz para gerenciar o processo de gestão de riscos na segurança da organização, fornecendo-lhe recursos e autoridade para que possa desenvolver as atividades necessárias para identificação e controle dos riscos.

A organização deve implementar um programa de treinamento e conscientização de forma que todos os membros da organização estejam totalmente conscientes dos riscos e das medidas de controle que envolvem as tarefas das quais são responsáveis.

Aplicação da gestão de riscos em todas as atividades da organização

Todas as atividades da organização devem ser submetidas a uma analise de risco, de acordo com suas características, a fim de se identificar situações que possam  expor a organização a riscos que afetem seu patrimônio.

Todo colaborador deve ser conscientizado e  incentivado a realizar de forma preventiva uma Análise Preliminar de Risco antes da execução de suas atividades a fim de evitar situações vulneráveis.

Todo  processo de tomada de decisão dentro da organização, seja qual for o nível de sua importância e significância, deve considerar possíveis riscos e a adoção de medidas de controle em grau apropriado.

Comunicação contínua sobre o processo de analise de riscos

Para que a gestão de risco traga resultados adequados , se faz necessário um processo de comunicação contínua com as partes interessadas a fim de identificar riscos potenciais e de disseminar as medidas de controle necessárias para gestão dos riscos. 

O processo de gestão de ricos envolve uma gestão integrada entre o gestor da segurança  e os gestores dos demais setores da organização, onde cada qual deve assumir compromissos de atuação de acordo com seus conhecimentos, atribuições e responsabilidades.

Integração da segurança patrimonial com a estrutura de governança da organização

A gestão de riscos da segurança da organização, para trazer resultados positivos, deve estar integrada aos demais processos de gestão da organização, e ser vista como parte do processo de governança da organização, de tal forma que os riscos sejam considerados em termos do efeito da incerteza sobre os objetivos da organização.

 A gestão de riscos na segurança deve ser considerada por diretores  e gestores da organização como sendo essencial para a realização dos objetivos da organização.

A fim de sedimentar a gestão de riscos, a organização deve criar uma politica de gestão de risco voltada para segurança da organização.

Conclusão

A gestão de riscos da segurança na organização,  deve ser considerada como uma ferramenta de aprimoramento continuo da qualidade dos processos da segurança.

As medidas adotadas para gestão dos riscos servirão como diretrizes para melhora continua dos padrões de segurança da organização.

A implantação de um processo de gestão de risco na segurança da organização, caracteriza um profissionalismo maior por parte de seu gestor, saindo achismo e passando um uma metodologia cientifica e capaz de ser quantificada e consequentemente avaliada.

Contribua com o artigo deixando seu comentário logo abaixo, ele é muito importante para o “Nosso Blog”!

Curta e compartilhe as publicações com seus colegas pelas redes sociais, assim estará colaborando para o fortalecimento e reconhecimento da importância da área de segurança.

Navegue em “Nosso Blog” e descubra outros artigos interessantes e úteis para o seu aprimoramento.

Obrigado pela visita e sucesso na sua carreira profissional!

José Sérgio Marcondes – Autor Artigo

Referências Bibliográficas

ABNT NBR ISO 31000 Gestão de riscos — Princípios e diretrizes
ABNT NBRISO/IEC31010 Gestão de riscos Técnicas para processo de avaliação de riscos

Sobre José Sérgio Marcondes

Especialista em Segurança Privada – CES
Consultor em Segurança Privada

6 Comentários

  1. A colocação está perfefeita no que tange a gestão de risco e avaliação e melhoria continua, a questão foi ter limitado a atuação do Gestor a segurança patrimonial, tendo na verdade que ampliar está mesma visão a todos os níveis de Segurança, ambiental, saúde laboral, informação entre outros.

  2. Boa tarde José Sérgio Marcondes.
    Pós bem como séria implantar “Gestão de risco na segurança patrimonial” quando se trata de agência bancária? Por estar todo dia em situação de risco frente a frente com ela e ser o principal avaliador de riscos, contudo as agências bancárias poderia deve ter uma gestão melhor além de porta giratória etc ?

    Atenciosamente : VIGILANTE ALAN AMARAL.

    • José Sérgio Marcondes

      Ola Alan Amaral!
      Obrigado pela sua contribuição!

      Não só possível,como deveria ser obrigatória a implantação de um programa de gestão de riscos em agencias bancárias, devido ao alto risco de ocorrências de assaltos e furtos.A implantação da porta giratória e outros mecanismos e procedimentos de segurança,devem ser implantados após uma análise de riscos detalhado da agencia em questão. É sabido que nem todos as agencias bancárias do País possuem um plano de segurança baseado numa análise de risco profissional, muitas se limitam a fazer o mínimo previsto em lei e exigido pelas seguradoras, transferindo a responsabilidade para se evitar a ocorrência de um crime ao colega vigilante que controla a porta giratória.

      Abraço e sucesso na sua carreira!

  3. me chamo augusto . muito bem lenbrado, mais alem disso existem outras dificuldades

    • José Sérgio Marcondes

      Olá José Augusto!
      Obrigado pela sua contribuição!
      Sim, você tem razão, implantar um sistema de gestão de riscos não é tarefa fácil, existem inúmeras dificuldades de acordo com cada ramo de atividade da organização, e também não existe uma refeita única, cada caso exige um estudo prévio e uma técnica especifica.

      Forte abraço e sucesso na sua carreira!

Deixe um comentário...

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.