Home / Conceitos Segurança Privada / Conceito de Segurança Orgânica ou Serviço Orgânico de Segurança

Conceito de Segurança Orgânica ou Serviço Orgânico de Segurança

Conceito de Segurança OrgânicaPode se definir Segurança Orgânica ou Serviço de Segurança Orgânico como sendo as atividades de segurança privada (vigilância patrimonial e transporte de valores)  desenvolvidas por empresas de direito privado autorizadas pelo Departamento da Policia Federal, visando apenas a sua própria segurança patrimonial.

Conceito de Segurança Orgânica

PORTARIA Nº 3.233/2012-DG/DPF, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2012, conceitua Empresa Possuidora de Serviço Orgânico de Segurança como sendo:

Pessoa jurídica de direito privado autorizada a constituir um setor próprio de vigilância patrimonial ou de transporte de valores.

Vigilância Patrimonial

Atividade exercida em eventos sociais e dentro de estabelecimentos, urbanos ou rurais, públicos ou privados, com a finalidade de garantir a incolumidade física das pessoas e a integridade do patrimônio;

Transporte de Valores

Atividade de transporte de numerário, bens ou valores, mediante a utilização de veículos, comuns ou especiais;

A empresa que pretender instituir setor de  serviço orgânico de segurança deverá requerer autorização prévia ao Departamento de Polícia Federal, mediante o preenchimento de vários requisitos e a execução de vários procedimentos previstos  na PORTARIA Nº 3.233/2012-DG/DPF, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2012.

Requisitos básicos Segurança Orgânica

  • exercer atividade econômica diferente da vigilância patrimonial e transporte de valores;
  • utilizar os próprios empregados na execução das atividades inerentes ao serviço orgânico de segurança;
  • comprovar que os administradores, diretores, gerentes e empregados que sejam responsáveis pelo serviço orgânico de segurança não tenham condenação criminal registrada ;e
  • possuir instalações físicas adequadas para instalação do setor de segurança orgânica.

Exercício da Atividade de Segurança Orgânica

O exercício da atividade de vigilância patrimonial e transporte de valores por empresas com serviço orgânico de segurança somente poderá ser executado se, devidamente autorizada e exclusivamente em proveito próprio.

A atividade de vigilância patrimonial somente poderá ser exercida dentro dos limites dos estabelecimentos da empresa com serviço orgânico de segurança, assim como das residências de seus sócios ou administradores, com a finalidade de garantir a incolumidade física das pessoas e a integridade do patrimônio no local, ou nos eventos sociais.

O serviço de Segurança Orgânica se caracteriza pelo uso de pessoal do próprio quadro de empregados da empresa.

Muitas empresas, de diferentes ramos da economia, optam em ter  como responsáveis pela segurança de seus estabelecimentos pessoal do seu próprio quadros de empregados, por considerarem funções estratégicas e não delegáveis a terceiros, de acordo com sua políticas de gestão e culturas.

O profissional legalmente responsável pela exercício das atividades da segurança orgânica é o Vigilante.

Vigilante

Profissional legalmente habilitado para o exercício das atividades de vigilância patrimonial e transporte de valores.

A Segurança Orgânica está presente em boa parte dos espaços públicos e privados, tais como:

Bancos, organizações industriais, centros empresariais, condomínios residenciais, shopping centers entre outros.

 

Contribua com o artigo deixando seu comentário logo abaixo, ele é muito importante para o “Nosso Blog”!

Curta e compartilhe as publicações com seus colegas pelas redes sociais, assim estará colaborando para o fortalecimento e reconhecimento da importância da área de segurança.

Navegue em “Nosso Blog” e descubra outros artigos interessantes e úteis para o seu aprimoramento.

Obrigado pela visita e sucesso na sua carreira profissional!

José Sérgio Marcondes – Autor Artigo

Sobre José Sérgio Marcondes

Especialista em Segurança Privada - CES Consultor em Segurança Privada

Veja Também

Segurança Hoteleira ou Segurança na Hotelaria, Conceitos e Definições

Conceito Segurança Hoteleira  Índice1 Conceito Segurança Hoteleira  2 Importância da Segurança Hoteleira3 Organização da Segurança Hoteleira3.1 A. Segurança ...

12 Comentários

  1. ja fiz curso de vigilante extensão transporte de valores estou desempregado. as empresas deveria a nos ajudar em relação a isso pois elas ganham muito com os formados e depóis vira a costa para eles cansei de palhaçad.

    • José Sérgio Marcondes

      Olá Ronaldo!
      Assim como ocorre em outras profissões, os cursos relacionados a segurança privada, deixaram de ser apenas um meio de profissionalização e se tornaram também um “produto comercial”.

      Algumas Academias, de forma até abusiva, ao fazer propaganda de seus cursos, insinuam ou até alegam que haverá emprego garantido ao fim do curso, e algumas até fazem um tipo de venda casada ao oferecer cursos de extensões ao alunos de formação sobre a alegação de melhores salários e de emprego certo.

      Os interessados em cursos na área de segurança privada, devem estar conscientes de que a conclusão do curso não é garantia de emprego, boa parte dos alunos de formação e extensão acabam por nunca atuarem na área de segurança privada.

      Como ocorre em outras áreas, também na área de segurança,o número de candidatos a emprego é muito superior ao numero de vagas existentes e infelizmente não há vagas para todos os formandos como prometem algum curso de formação.

      Porém, se é sua vontade atuar na área de segurança, não desista, corra atrás, tenha pensamento positivo, entre em contato com colegas, peça ajuda,que no final tudo dará certo.

      Forte abraço e boa sorte!

      • É uma verdade. Investi para meu marido desempregado um curso caro e ainda nas extensões que a empresa fez tanto marketing que não tinha como deixar de fazer, aí foram mais de 2 mil reais. E meu marido até hoje não consegue nem uma entrevista para emprego. Carimbo da Polícia Federal e tudo na carteira de trabalho, mas ninguém dá uma oportunidade. É triste a situação.

  2. Eder Martins de Campos

    Primeiramente gostaria de parabenizá-lo pelo artigo informativo, trabalho em uma empresa que possui sua própria segurança privada e tinha duvidas sobre esse conceito de segurança orgânica que foram esclarecidas nesse artigo. Gostaria de sempre me manter informado em relação a minha profissão, me indicaria alguma pagina para eu seguir ou sites confiáveis?

  3. pode haver diferença salarial entre vigilancia patrimonial e vigilanacia orgãnica ?

    • José Sérgio Marcondes

      Olá Marlison!
      sim pode!
      O salário do vigilante é negociado com a categoria sindical a qual o vigilante está vinculado. O vigilante contrato por empresa de vigilância esta vinculado ao sindicato dos vigilantes, e o contratado por segurança orgânica, ao sindicado da categoria a qual a empresa pertence, por exemplo sindicado dos metalúrgicos,se for contratado por uma montadora de carros.
      Forte abraço e sucesso na carreira!

  4. Uma empresa privada de comercio que possui vigilante necessita de autorização de algum órgão? É devido o pagamento de periculosidade deste caso? A empresa pode ainda seguir o sindicato da categoria (comercio), correto?

    • José Sérgio Marcondes

      Olá Prado.

      Toda atividade de segurança privada exercida por vigilante para funcionar necessita de autorização (alvará) de funcionamento da Polícia Federal, caso contrário poderá ser considerada atividade clandestina e ter complicações legais, principalmente se houver uma ocorrência envolvendo a segurança do estabelecimento.

      A empresa tem duas opções legais: solicitar autorização da Polícia Federal para criar um serviço de segurança orgânica (segurança da própria empresa) ou contratar uma empresa prestadora de serviço de vigilância patrimonial legalmente autoriza pela Polícia Federal.

      O serviços de vigilância privada possui regulamentação própria (Lei 7.102/83) e Portaria da Policia Federal .

      Em relação a periculosidade: tem direito as atividades ou operações que impliquem em exposição dos profissionais de segurança pessoal ou patrimonial a roubos ou outras espécies de violência física são consideradas perigosas.

      São considerados profissionais de segurança pessoal ou patrimonial os trabalhadores que atendam a seguinte condições:
      a) empregados das empresas prestadoras de serviço nas atividades de segurança privada ou que integrem serviço orgânico
      de segurança privada, devidamente registradas e autorizadas pela Polícia Federal, conforme lei 7102/1983.

      Em relação ao sindicado, o vigilante estará vinculado ao sindicato relacionado a categoria a qual possui vinculo empregatício.

      – Se for segurança orgânica ao sindicato relacionado a atividade principal da empresa contratante.

      – Se for segurança terceirizada (prestadoras de serviço de segurança) será vinculo aos sindicatos dos vigilantes da região onde reside a empresa contratante.

      Forte abraço e sucesso na sua carreira profissional.

  5. Pode um vigilante orgânico trabalhar uma jornada de 5 por 1?

    • José Sérgio Marcondes

      Olá Joezer!

      As escalas de serviço são negociadas com os sindicatos de cade categoria.
      No caso do vigilante orgânico, é necessário consultar o sindicato relacionado a atividade principal da empresa o contratou para checar quais são as escalas de serviço acordadas para a categoria sindical em questão.

      Forte abraço e sucesso na sua carreira.

Deixe um comentário...

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.